Incêndio na Chapada Diamantina ameaça casas em Ibicoara

Fogo atingiu 6.431,96 hectares do Parque Nacional da Chapada Diamantina em dezembro. Em 2015, 22.227,99 hectares sofreram com os incêndios


Informações Correio24horas
O incêndio na Chapada Diamantina continua avançando e ameaça atingir casas da comunidade próxima à localidade conhecida como Baixão, no município de Ibicoara. “Se não for controlado essa noite, pode chegar perto das casas”, declarou a secretária de meio ambiente da cidade, Tatiana Portela.
O combate ao fogo, que já atingiu algumas roças, conta com dois aviões air tractor, um helicóptero e cerca de 20 brigadistas e voluntários durante o dia. Segundo Portela, à noite, o número de brigadistas sobe para 30, pois, a diminuição da temperatura facilita a aproximação do fogo.
Brigadistas da Defesa Civil Nacional foram enviados à Chapada (Foto: Amanda Oliveira/GOVBA)
Brigadistas da Defesa Civil Nacional foram enviados à Chapada (Foto: Amanda Oliveira/GOVBA)

Outra área de Ibicoara, a região do Machombongo, também vem sendo atingida por um forte incêndio, mas sem risco de atingir a população. “O foco foi provocado por um raio. A área em que o raio caiu era íngreme e não tinha como ter combate. Esse foco é crítico, mas o Machombongo é distante de qualquer comunidade”, afirmou a secretária.
De acordo com informações do Parque Nacional da Chapada Diamantina, 6.431,96 hectares do parque foram atingidos por incêndios só em dezembro. Em novembro esse número foi de 7.909 hectares. Só em 2015, 22.227,99 hectares do parque sofreram com o fogo, o equivalente a 14,62% da área total de 152 mil hectares do Parque.
Além do Machombongo e do Baixão, outros incêndios graves estendem-se nas regiões do Ribeirão, na Serra do Veneno, em Lençóis, e do Rio Capivara, localizado em Palmeiras. Na localidade do Lapão, em Lençóis, o fogo foi extinto ontem, segundo a analista ambiental do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), Marcela de Marins.
As trilhas que dão acesso às cachoeiras da Fumacinha e do Véu de Noiva, em Ibicoara, estão fechadas pelo ICMBio, informou a secretaria do meio ambiente do município. O caminho que dá acesso à Cachoeira da Fumaça, no Vale do Capão, permanece fechado. Ainda seguem interditadas as trilhas Capão-Lençóis, na região do Rio Ribeirão, na divisa entre Lençóis e Palmeiras.
A trilha que dá acesso à Cachoeira de Buracão, no município de Ibicoara, foi reaberta na segunda-feira (14), assim como o Parque Natural Municipal do Espalhado, onde está localizada a Cachoeira do Buracão. Com a extinção do incêndio na região do Lapão, a trilha para a gruta do Lapão deve ser reaberta, divulgou o ICMBio.
Incêndio visto de praça em Lençóis (Foto: Thiago de Freitas)
Incêndio visto de praça em Lençóis (Foto: Thiago de Freitas)

Combate
Nesta semana, a Justiça Federal emitiu uma liminar que determina a obrigação do estado da Bahia e da União em garantir o fornecimento de material e pessoal para o combate aos incêndios da Chapada Diamantina. Hoje, a operação coordenada pelo programa Bahia sem Fogo, conta com 60 bombeiros militares, 40 brigadistas, oito peritos, quatro veículos tracionados(4x4), cinco helicópteros e seis aviões modelo air tractor.
De acordo com as defensorias públicas do estado e da União, que impetraram a Ação Civil Pública, foi determinada a disponibilização de cinco veículos, 400 kits de combate a incêndio; apoio aéreo de pelo menos quatro helicópteros e 30 brigadistas. As medidas deverão ser cumpridas até as 8h da quarta-feira (16) sob pena de aplicação de multa diária de R$10 mil. 
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário