Cachoeira do Buracão em Ibicoara na Chapada Diamantina - Ibicoara de Todos

Cachoeira do Buracão em Ibicoara na Chapada Diamantina

Chegar ao Buracão não é difícil e a trilha reserva ainda outras belas cachoeiras

Informações: Guia.melhoresdestinos
Duas pessoas descendo em rapel na Cachoeira do Buracão em frente de uma queda d’água em um imenso cânion.
Rapel na Cachoeira do Buracão (Foto: @ibicoara.aventura)

É comum chegar à Chapada Diamantina e ouvir dos turistas, moradores e guias que a Cachoeira do Buracão é atração imperdível na região. E podemos garantir que não há exagero no volume de recomendações para visitar essa cachoeira. O visual do Buracão está entre os mais impressionantes de toda a Chapada. Mais do que isso! O Buracão reserva aos visitantes uma experiência única entre as dezenas de quedas d’água abertas à visitação.


Chegar ao Buracão não é difícil e a trilha reserva ainda outras belas cachoeiras, como o Buracãozinho (uma minicópia do Buracão), a Cachoeira das Orquídeas (uma das mais gostosas para curtir sem pressa e ainda pegar um sol nas pedras que margeiam essa charmosa cachoeira) e a Cachoeira do Recanto Verde (que nasce e morre nas pedras e onde não vemos o rio correr). Mas a estrela do passeio é mesmo o Buracão e o objetivo é chegar até ele! Para isso, antes de mais nada, será necessário contratar um guia da região. A presença dele é obrigatória e não é permitido o acesso sem acompanhamento profissional nesse passeio.


A trilha até o Buracão tem apenas 3 km e o grau de dificuldade é de leve a moderado, mas como são muitas paradas até o ponto final, não será difícil transpor todo o trajeto à beira do Rio Espalhado. Ao chegar ao Buracão, a primeira coisa a fazer será vestir um colete salva-vidas. O uso é obrigatório para quem pretende fazer a travessia do cânion até a cachoeira. Não se assuste ao chegar. Você não verá o Buracão até que ultrapasse o corredor de pedras, seja nadando ou enfrentando a trilha pelo paredão. Aproveite o caminho, com água intensamente escura e espumosa (efeito dos resíduos orgânicos da mata) para fazer muitas fotos e se deixe levar pela correnteza. É um dos momentos mágicos que a Chapada Diamantina proporciona. O trajeto nadando levará dez minutos e a cada metro a sensação de chegar próximo à Cachoeira do Buracão é ainda melhor.


Ao terminar o percurso a nado, o corredor do cânion se abre e forma um enorme vão de pedra. E lá é onde está a Cachoeira do Buracão, que recebe os visitantes com a imensa força da água que desce dos 85 metros da queda. Uma visão impressionante e hipnotizante. A força da água da cachoeira depende das chuvas, mas no auge, quando a queda está repleta de água, o espetáculo e a força da natureza são grandiosos. Impossível não se emocionar. Nadar até a queda não é tarefa fácil quando o volume de água está alto, mas é possível! Aproveite o colete e se aventure até o mais próximo que conseguir. O caminho de volta, a nado, será tranquilo e a favor da correnteza. 


Depois de sair da água, a trilha continua para ir até o topo do Buracão, de onde se tem visão espetacular para a queda d’água. Para fechar o passeio, o grupo para na Cachoeira das Orquídeas, faz um piquenique e aproveita o sol para recuperar as energia e aquecer o corpo. Não vamos negar, a água no Buracão é mesmo bem gelada!

Para visitar a Cachoeira do Buracão, que fica a 30 km de Ibicoara e 250 km de Lençóis, o ideal é fazer passeios de dois dias com pernoite fora de Lençóis. Isso evita o trajeto muito longo de carro e torna a viagem menos cansativa. É comum serem oferecidos roteiros com pernoite em Mucugê, Igatu e Ibicoara, com visita também ao Poço Azul e ao Poço Encantado. Prefira dormir em uma cidade mais próxima ao Buracão para aproveitar mais o tempo. 

  • Distância do trajeto de carro: 30 km de Ibicoara, 106 km de Igatu, 106 km de Mucugê, 154 km de Andaraí e 250 km de Lençóis;
  • Distância da trilha a pé: a trilha tem total de 6 km — ida e volta — e tem nível de fácil a moderado;
  • Tempo total do passeio: o passeio para a Cachoeira do Buracão, para quem sai de Ibicoara, o passeio é tranquilo. O tempo médio de permanência no Buracão é de uma hora, mas contando a trilha e as paradas em outras cachoeiras, o passeio tem duração de 5h;
  • O que ver no passeio: a Cachoeira do Buracão, a Cachoeira do Buracãozinho, o Rio Espalhado e a Cachoeira das Orquídeas;
  • Custo do passeio em agências locais, por pessoa: entre R$ "atualizando informação";
  • Custo do guia particular para grupo de até 4 pessoas: R$ "atualizando informação";
  • Necessidade de guia: a contratação de guia é obrigatória para quem visita o Buracão. O guia deve ser contratado na entrada da trilha, em Ibicoara. Os guias de outros municípios, apesar de levarem até o local, não são autorizados a acompanharem sozinhos os grupos pelo Buracão;
  • Custo da entrada no atrativo: o ingresso tem custo de R$ "atualizando informação" por pessoa e pode ser adquirido antecipadamente online. Vale dizer que há limite de visitantes por dia e garantir o ingresso para o Buracão com antecedência é uma boa opção; 
  • Cidade base para realizar o passeio: Acesso por estrada de terra a partir de Ibicoara.
Compartilhar WhatsApp

Compartilhe e comente nas redes sociais

Compartilhar WhatsApp