Morro do Chapéu na Chapada Diamantina se prepara para retornar ao Mapa do Turismo Brasileiro - Comando Brasil

Morro do Chapéu na Chapada Diamantina se prepara para retornar ao Mapa do Turismo Brasileiro

O secretário estadual de Turismo destaca que o município chapadeiro já está se articular para cumprir com as exigências do Ministério do Turismo.

Informações Jornal da Chapada

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

A gestão de Morro do Chapéu, na Chapada Diamantina, se reuniu com o secretário estadual de Turismo (Setur), Fausto Franco, para discutir o retorno do munícipio ao Mapa do Turismo Brasileiro. As reuniões foram realizadas na sede da Setur em Salvador.


O Mapa do Turismo tem o intuito de reconhecer o potencial turístico de diversos destinos nacionais, ele auxilia o desenvolvimento de políticas públicas para o setor, promovendo novos investimentos. Uma vez inserido no mapa, o município se habilita a captar investimentos públicos com recursos federais. 

“A informação apurada junto ao Ministério é de que o novo mapeamento será feito no segundo semestre, então já estamos conversando com municípios que têm potencial reconhecido, mas que não entraram no mapa de 2019, para que se organizem a fim de atender aos critérios exigidos para voltar ao mapa. O intuito é mostrar a força do turismo da Bahia”, relata Fausto Franco.  

A revisão do mapeamento é realizado a cada dois anos, atualmente a Bahia conta com 133 municípios no mapa. Na oportunidade, o secretário de Turismo de Morro do Chapéu, Maurício Aguiar, ressaltou as ações em curso e planejadas para o desenvolvimento do setor e declarou que o município já está articulado para atender às exigências do Ministério do Turismo.

“Temos o plano municipal de turismo e estimulamos a adesão das empresas do setor turístico no Cadastur. O conselho foi aprovado na Câmara de Vereadores e já realizará reunião dentro de 15 dias”, citou o secretário. Morro do Chapéu é um dos locais mais conhecidos para turismo na região chapadeira. Em seu território pode ser encontrado cachoeiras, como a do Ferro Doido, grutas e inúmeros pontos para banhos, além de uma cultura e culinária efervescentes. Jornal da Chapada com dados da Setur.

Compartilhar WhatsApp

Compartilhe e comente nas redes sociais

Compartilhar WhatsApp