Governo da Bahia diz que atividades turísticas cresceram 33,7% no estado em setembro; foi a maior taxa do país - Comando Brasil

Governo da Bahia diz que atividades turísticas cresceram 33,7% no estado em setembro; foi a maior taxa do país

Para Fausto Franco, secretário do Turismo do Estado, o resultado positivo é fruto da reabertura dos destinos turísticos após longo período de quarentena, com empreendimentos seguindo protocolos de biossegurança para oferecer boa experiência aos visitantes.

Informações Jornal da Chapada
Morro do Pai Inácio em Palmeiras na Chapada Diamantina. (Foto: @ricardo_tim_)
Morro do Pai Inácio em Palmeiras na Chapada Diamantina. (Foto: @ricardo_tim_)

Em setembro de 2020, o índice de atividades turísticas na Bahia cresceu 33,8% frente a agosto, a maior variação positiva do país nesta base comparativa. As informações foram divulgadas nesta quinta-feira (12), através da Pesquisa Mensal de Serviços, realizada pelo IBGE e sistematizada pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), autarquia vinculada à Secretaria do Planejamento.

“Este é um resultado animador, uma vez que o setor de Turismo foi um dos mais atingidos pelo impacto da pandemia do Coronavírus em todo o mundo. Vale destacar que a taxa de crescimento da Bahia foi muito superior à nacional, que ficou em apenas 11,5% na comparação com agosto”, ressaltou o secretário estadual do planejamento, Walter Pinheiro.

Para Fausto Franco, secretário do Turismo do Estado, o resultado positivo é fruto da reabertura dos destinos turísticos após longo período de quarentena, com empreendimentos seguindo protocolos de biossegurança para oferecer boa experiência aos visitantes. “Além do estímulo às viagens de carro, a retomada dos voos para a Bahia é um fator importante para a recuperação. A expectativa era que as companhias operassem com 50% da oferta e agora já chegamos a 60%”.

Em relação à receita nominal, todas as 12 unidades da federação marcaram o mesmo ritmo de crescimento, nessa comparação a Bahia registrou a maior variação positiva (33,8%). Devido aos impactos da pandemia do coronavírus, o índice ficou em -44,5% na comparação com o mesmo período do ano passado.

No indicador acumulado do ano, o agregado especial de atividades turísticas na Bahia caiu 42,1%. Em termos regionais, todas as 12 unidades da federação pesquisadas tiveram recuo nos serviços voltados ao turismo nesta base de comparação. No indicador acumulado dos últimos doze meses o volume retraiu 30,8%, frente à igual período do ano passado, quando todos os locais investigados também recuaram. As informações são de assessoria.

Compartilhar Google Plus

Compartilhe e comente nas redes sociais

Compartilhar Whats