Afetada por incêndio, Serra do ‘Capa Bode’ na Chapada Diamantina é conhecida pelos ufólogos e já foi tema de música - Comando Brasil

Afetada por incêndio, Serra do ‘Capa Bode’ na Chapada Diamantina é conhecida pelos ufólogos e já foi tema de música

Em entrevista, o músico, que também é advogado e formado em filosofia, lamentou que o local esteja sendo destruído pelas queimadas e explica um pouco da importância de lá para os chapadeiros.

Informações Jornal da Chapada

A região está em chamas já tem seis dias (Foto: Montagem do JC/Dmitri de Igatu)
A região está em chamas já tem seis dias (Foto: Montagem do JC/Dmitri de Igatu)

Um dos focos de incêndio florestal que atinge a região da Chapada Diamantina afetou em cheio a biodiversidade da Serra do ‘Capa Bode’, entre os municípios de Andaraí e Mucugê. O local é conhecido por ‘aparições’ de discos voadores. Isso mesmo, os objetos voadores não identificados (OVNIs ou UFOs) são alvo de pesquisas, documentários, e até de letras de poesias e músicas. O poeta e cantador Ivan Soares, por exemplo, tem uma letra onde narra relatos de pessoas que já avistaram as aeronaves na região da Serra.

Em entrevista ao Jornal da Chapada, o músico, que também é advogado e formado em filosofia, lamentou que o local esteja sendo destruído pelas queimadas e explica um pouco da importância de lá para os chapadeiros. Para quem não sabe, Ivan é natural de Nova Redenção, e foi administrador do município por dois mandatos consecutivos. Ele cedeu um vídeo com a letra da música que você pode assistir no final desta publicação. Na gravação, Ivan é acompanhado por Robson Alves, que toca viola de 10 cordas.

“A Serra do ‘Capa Bode’ é um patrimônio natural da Chapada Diamantina, inclusive emblemática pelos ufólogos, que atestam pousos de discos voadores, criando um misto de mistério e de encantamento em relação ao local. É muito triste ver a mesma devastada pelo fogo, estive em Andaraí ontem [quinta-feira, 8 de outubro] e vi a cortina de fumaça no entorno da Serra. Lamentável que todo ano ocorra isso, e lamentável que não se tenha medidas preventivas e eficazes de proteção a esse patrimônio natural tão importante da Chapada”, sintetiza Ivan em contato com a reportagem.

Compartilhar Google Plus

Compartilhe e comente nas redes sociais

Compartilhar Whats