Brigadistas do Vale do Capão resgatam vítimas de acidente na região do Riachinho na Chapada Diamantina; uma pessoa morreu - Comando Brasil

Brigadistas do Vale do Capão resgatam vítimas de acidente na região do Riachinho na Chapada Diamantina; uma pessoa morreu

Foram mobilizados 21 socorristas para os resgates, ninguém conhecia nem a vítima nem a acompanhante, que também entrou clandestina no parque, junto com um casal.

Informações Jornal da Chapada
Uma das vítimas foi resgatada pela brigada voluntária no último sábado (Foto: Divulgação/ACV-VC)

Uma pessoa foi resgatada com vida e outra morreu em acidente no poço de baixo no Parque Natural Municipal do Riachinho, localizado na região do Vale do Capão, município de Palmeiras, na Chapada Diamantina. A Brigada Voluntária ACV-VC foi quem realizou os procedimentos no último sábado (22) para fazer o resgate da vítima com vida. Nesta segunda-feira (24), aconteceu o resgate da vítima que faleceu no ponto turístico que está fechado por causa da pandemia do novo coronavírus.


Conforme informações do membro da ACV-VC, Adelson Marques, em contato com o Jornal da Chapada, a segunda vítima que estava desaparecida foi encontrada no segundo poço do Riachinho. “Já encontramos o corpo da vítima no segundo poço do riachinho e acabamos de retirar agora o corpo junto com os bombeiros”, disse.

Ainda segundo dados da equipe, um casal havia entrado clandestinamente no parque municipal com outras pessoas em plena crise sanitária. As informações apontam que a vítima resgatada apresenta múltiplos traumatismos e sem recordação do que aconteceu com o homem que a acompanhava.


“Foram realizadas buscas com o drone e a pé no leito do rio e entramos em contato com a administração do ‘camping’ onde estavam hospedadas as vítimas, que nos disse que o homem não havia voltado. O Corpo de Bombeiros Militar realizou varredura no poço e não descartou a possibilidade da segunda vítima estar submersa em uma loca profunda que só é acessível com uso de cilindro”, aponta a publicação realizada pela equipe.

O grupo ainda aponta que foram 21 socorristas envolvidos no resgate, ninguém conhecia nem a vítima nem a acompanhante, que também entrou clandestina no parque, junto com o casal. Atualmente, os parques nacional e municipal estão fechados por conta da pandemia do novo coronavírus.


“Infelizmente, vem ocorrendo com frequência essas entradas escondidas nos parques. Não só o municipal como também o nacional. Pessoas também têm subido a Cachoeira da Fumaça, apesar do Parque Nacional da Chapada Diamantina [PNCD] estar fechado em razão da pandemia”, ressaltam os brigadistas em publicação no site oficial.

Os brigadistas repudiam o descumprimento das recomendações publicadas para a segurança das pessoas. “Nós, socorristas e brigadistas voluntários, repudiamos o não cumprimento das leis, decretos e orientações que são publicados para a segurança das pessoas”, completam. Jornal da Chapada com informações da ACV-VC.

Compartilhar Google Plus

Compartilhe e comente nas redes sociais

Compartilhar Whats