Casal faz viagem de quase mil quilômetros de moto de Caruaru para Chapada Diamantina - Comando Brasil

Casal faz viagem de quase mil quilômetros de moto de Caruaru para Chapada Diamantina

Foram cerca de 15 dias de passeio, onde ambos desfrutara das belezas que só a região chapadeira têm.

Informações Jornal da Chapada
 Diego Maciel e Alinne Richelle contaram tudo em blog (Foto: Acervo Pessoal/A Gente Roda)

O casal pernambucano, Diego Maciel e Alinne Richelle, saiu de Caruaru de moto para passar suas férias na Chapada Diamantina e contaram tudo em seu blog. Foram cerca de 15 dias de passeio e desfrute das belezas que só a Chapada tem. Eles começaram a viagem indo para Feira de Santana. No dia seguinte foram para Lençóis. Eles ficaram encantados com a beleza da cidade. A pousada onde estiveram fica no alto e por isso dá pra ter uma vista linda de Lençóis sempre que se sai ou chega.


Logo no primeiro dia foram ver o pôr do sol no morro do Pai Inácio, pertinho de Lençóis, em Palmeiras. Em Lençóis eles curtiram a noite, as várias lojinhas, os restaurantes, que têm muitas opções de comida boa e com todo preço. Eles fizeram amizade com um casal, com quem dividiram um guia para conhecer o Parque da Muritiba, que fica dentro de Lençóis.

“Não é obrigatório guia, mas foi legal contratar porque ele nos levou em vários lugares legais pelo parque, onde o acesso não é tão simples se você for sozinho. Conhecemos as piscinas do Serrano, depois os salões de Areia, o poço Halley e a cachoeira da Primavera. Depois seguimos para o Mirante De Lençóis e a Cachoeirinha. O passeio durou a manhã toda e foi massa”, contou Diego. Em outro, eles foram para Nova Redenção para conhecer o Poço Azul. Foram cerca de 86km de Lençóis para lá e mais 10km de estrada de chão.


“Não contratamos guia, seguimos o Google Maps e conseguimos achar o lugar. Chegamos lá cobertos de areia, mas a gente adora esse tipo de terreno com as motos. Pagamos uma taxa de R$ 30 para flutuar no poço e o moço da entrada disse que iríamos esperar umas duas horas para entrar, mas, 15 minutos depois eles já nos chamaram”, disse o rapaz. “Seguimos uma trilha de uns cinco minutos por umas escadinhas, foi bem tranquilo e aí entramos na gruta. É surreal, foi o lugar mais impressionante que já vimos, a água é um azul incrível e muito transparente”, revelou.

Na saída eles comeram um pastel com caldo de cana e voltaram para Lençóis. “Curtimos o restinho da tarde e vimos um pôr-do-sol lindo nas piscinas do Serrano, no parque da Muritiba, porque dá pra ir caminhando mesmo da cidade. Uma delícia. À noite curtimos um pouco mais os restaurantes e a músicas nas ruas da cidade pra nos despedir desse lugarzinho charmoso”, finalizou. Jornal da Chapada com informações do site A Gente Roda.


Compartilhar Google Plus

Compartilhe e comente nas redes sociais

Compartilhar Whats

0 Comentários:

Postar um comentário