Exposição fotográfica ‘4×4’ acontecer em Lençóis na Chapada Diamantina; confira programação - Comando Brasil

Exposição fotográfica ‘4×4’ acontecer em Lençóis na Chapada Diamantina; confira programação

Sob a curadoria de Leo Resende, a mostra traz 16 fotografias com temáticas distintas registradas dentro do Parque Nacional da Chapada Diamantina


Por: Leo Resende
(Foto: Açony Santos)
De 16 de abril a 04 de maio de 2019, irá acontecer em Lençóis a Exposição Fotográfica 4X4, reunindo fotógrafos residentes na Chapada Diamantina, onde vivem, trabalham e exercem o fotografar. Sob a curadoria de Leo Resende, a mostra traz 16 fotografias com temáticas distintas registradas dentro do Parque Nacional da Chapada Diamantina.
Os fotógrafos Alfredo PortugalAçony SantosLu Puiggrós e Túlio Saraiva compõem a Mostra, que será inaugurada na Curadoria Tattoo Bar, com presença da Cervejaria Artesanal Chapada. A visitação poderá ser feita de terça a sábado das 16h às 22h. A realização é uma parceria do Café do Mato e Curadoria Tattoo Bar. 

A fotografia não mente. É de alma, natural, espontânea e viva. E o ato de fotografar, um ritual de magia, de pureza, entre aquele que registra e o registrado. É feitiço que se torna realidade através dos olhares daqueles que se expõem com o auxílio da câmera. Fotografia é luz e sombra, e nós, que a anipulamos, estamos sempre transitando no meio de toda iluminação dentro do escuro. É o raio que ilumina o céu da noite atravessa a pupila e capta o invisível. A noite fria que é congelada na longa exposição, um brilho, um movimento. É o sentimento mais puro e profundo derivado de uma Natureza que todos nós pertencemos.
(Foto: Lu Puiggrós)
Sem a tecnologia nossa memória é o filme, o cartão; a lente são nossos olhos, e os diversos olhares que possuímos. O olhar de cada um é especial, porque é único e verdadeiro, sem arrodeio, sem máscaras. E observando durante alguns anos a imensidão e beleza da Chapada Diamantina, sob minha perspectiva, somada aos demais pontos de vista dos que se aventuram por essas terras, fui analisando a poética que existia ali em cada flagrante, em cada momento, cada imagem carregada de sentimento, junto àquele que com esforço percorrendo quilômetros bagagem afora conquistou a imagem. Uma força maior inspirou a conexão, que agora apresentada na Exposição Fotográfica 4X4, resulta numa comunhão de interesses e paixão que somente a fotografia por ela mesma consegue mostrar. 

Tudo surge a partir da vivência e experiência singular que cada fotógrafo tem, ao escolher como habitat a Chapada Diamantina, e fazer dali casa e plataforma para o registro dos seus desejos, seja puramente artístico, comercial, documental, ou simplesmente pela ambição do olhar, recebendo riquezas no revelar. Cada trilha é uma possibilidade; cada canto, cada pedra uma perspectiva; um raio de sol, um flash. Um piscar de olho e o bote da Cascavel. Tá feito o registro do céu! Da chuva! Do fogo e do ar. Neblina, serração. Cada click uma canção em melodia divina, que da imagem, diamante bruto, transcende lapidação, nas mãos de quem a perpetua, a imagem nua e crua.
(Foto: Alfredo Portugal)
A proposta inicial era de se fazer brotar luz na escuridão, com ângulos personalizados e temática livre, que no decorrer do processo foi ganhando cada vez mais liberdade, onde a única “limitação” era o lugar: o Parque Nacional da Chapada Diamantina. Queríamos algo de dentro, da terra, que fosse também nosso, com o toque pessoal de cada um. Enquanto meditava dinâmicas, propus
aos fotógrafos que num momento de reflexão, desdobrassem palavras, para absorver ainda mais, um pouco do processo de cada um deles, e ter ali um complemento da obra e uma compreensão mais ampla. Trilhei os caminhos deles, e abri estrada para que as fronteiras fossem nada mais do que linhas imagináveis, estreitando as relações. Utilizei fragmentos dos textos escritos, fazendo filtro na pincelada do meu enxergar.
(Foto: Túlio Saraiva)
“Ver toda a beleza do fogo, e a Chapada virando cinzas foi algo que mudou a minha forma de ver a fotografia. A fotografia como documento, expressão artística e denúncia… Cada imagem é dedicada à Chapada Diamantina e aos brigadistas que arriscam suas vidas para proteger esse bem que é de todos.”
“Fotografar é uma busca constante. É me olhar na pele do outro. É encontrar versos na ausência da palavra. A poesia que há num olhar cheio de história… Fotografar é me fusionar com a beleza do que percebo na perfeita comunhão dos corpos e a natureza, a crueza do que verdadeiramente somos sem nos cobrir, no poder que levamos escondido que exalta quando nos abrimos sem medo na imensidão.” 

“O exercício da fotografia, por ser uma expressão de sentimentos, serve como um exercício de autoconhecimento… revisando meus arquivos antigos vejo o que me tocava há dez anos atrás…o que me desperta hoje é bem diferente, as formas, as cores, a edição…como eu mudei. Nem sei se foi pra melhor, mas a fotografia me mostra que eu mudei.”
“Fotografia é o íntimo. Revelar os segredos de dentro do escuro; abrir-se ao mundo. Fotografia é colocar pra fora todo abstrato que há em mim.”

SERVIÇO
Evento: Exposição Fotográfica 4 X 4
Data: 16 de abril a 04 de maio de 2019
Horário: De terça a sábado, das 16h às 22h
Local: Curadoria Tattoo Bar.
Endereço: Avenida 7 de setembro, n 19 – Centro Histórico de Lençóis
Compartilhar Google Plus

Compartilhe e comente nas redes sociais

Compartilhar Whats

0 Comentários:

Postar um comentário