Operação da PF prende três na BA por fraudes em verbas da educação

Alvo das investigações é a prefeitura de Medeiros Neto, no sul do estado.
Segundo delegado, esquema se apropriava de gratificação de servidores.


Informações G1 BA
Ação da PF na Prefeitura de Medeiros Neto (Foto: Wanderson Alves da Silva/Arquivo Pessoal)
Ação da PF na Prefeitura de Medeiros Neto (Foto: Wanderson Alves da Silva/Arquivo Pessoal)

Uma operação da Polícia Federal realizada na manhã desta terça-feira (8), na cidade de Medeiros Neto, extremo sul da Bahia, apura aplicação de fraudes em verbas públicas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb), ligado ao Ministério da Educação.
Segundo informações do delegado-chefe responsável pela operação, Pancho Rivas, a operação, que começou a partir das 6h, prendeu três pessoas em cumprimento a mandados de prisão expedidos pela Justiça, além de quatro conduções coercitivas, e nove mandados de busca e apreensão.
As investigações apontam, segundo o delegado, que servidores municipais pediam ressarcimento de gratificações da educação incluídas no contracheque de profissionais do setor. Os nomes das pessoas presas e alvos de conduções coercitivas não foram divulgados. De acordo com a PF, as fraudes ocorreram entre os anos de 2013 e 2015.
G1 tentou contato com a Prefeitura de Medeiros Neto, mas até por volta das 10h não conseguiu falar com representantes da gestão municipal.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário