Casal larga tudo em São Paulo para viver viagem pelo planeta; tudo começou na Chapada Diamantina - Comando Brasil

Casal larga tudo em São Paulo para viver viagem pelo planeta; tudo começou na Chapada Diamantina

Desta maneira, o primeiro passo do casal foi pensar em como se arriscar sem ter a preocupação de voltar para Ribeirão Preto.

Informações Jornal da Chapada
O sonho em explorar o planeta teve início de maneira mais coerente nessa viagem à Chapada (Foto: Divulgação/Acervo Pessoal)

Depois de ficarem por cinco meses na Chapada Diamantina, no ano de 2018, um casal de Ribeirão Preto está nos preparativos finais para iniciar um tour por todo o planeta. O sonho em explorar o planeta teve início de maneira mais coerente nessa viagem à Chapada. “Sempre adorei viajar e sabia que em algum momento faria um mochilão. Eu ainda não sabia para onde, nem quando e nem quanto tempo duraria, mas no final do ano passado, enquanto decidíamos o destino da viagem de férias junto com os amigos, um casal da turma havia comprado uma Kombi e iriam para o vale do capão sem data de volta”, disse Mariana Cantor, de 27 anos.


No início de novembro ela e o companheiro, Matheus Almeida, seguem em uma Kombi sem destino, mas pretendem conhecer os lugares mais variados possíveis. “Uma viagem sem data de volta precisa que seus passageiros tenham uma vida simples e assim ela cabe em qualquer bolso. Você pode viajar sem carro e ir com caronas, pode trocar trabalho por hospedagem, pode vender artesanato ou comida pra fazer dinheiro, pode viajar com seu carro e alugar a casa com outras pessoas. O importante é usar a criatividade para fazer as coisas acontecerem”, disse Mariana.
Kombi ‘Serena’ antes de reformada pelo casal; ela está em preparação final (Foto: Divulgação/Acervo Pessoal)

Bahia
Desta maneira, o primeiro passo do casal foi pensar em como se arriscar sem ter a preocupação de voltar para Ribeirão Preto. “Meu companheiro trabalhava em um lugar que nunca tinha férias e para poder fazer a viagem, precisaria pedir demissão. Combinamos a viagem e nesse momento decidimos que tudo começaria”, explicou Mariana. Ela possui um ateliê virtual onde vende, pela internet, produtos feitos manualmente e juntava dinheiro para a viagem.


“Devolvi o apartamento, coloquei tudo em uma despensa na casa dos meus pais e treinei uma pessoa para produzir as coisas do ateliê e enviar enquanto eu vendo online. Com isso, meu companheiro pediu demissão e 27 de dezembro de 2018 partimos rumo à Bahia”. Foram cinco meses em locais como Vale do Capão, Iraquara, Lençóis, Igatu, Mucugê e Ibicoara. A viagem trouxe inúmeras experiências que encantou o casal.
Vale do Pati foi o local favorito de Mariana na Bahia (Foto: Divulgação/Acervo Pessoal)

“Viajar é a prova de que a única coisa permanente na vida é a mudança. Depois que saímos, nós percebemos que a única coisa que a gente precisava era coragem. Se você pensar em mochilar, como você faz em uma viagem de férias nunca terá dinheiro. As pessoas trabalham o ano todo insatisfeitos e como forma de recompensa gastam rios de dinheiro com hotéis caros, restaurante chiques e tudo mais. Não precisa disso”, contou a jovem.


O lugar favorito da designer nesta primeira viagem foi o Vale do Pati, que fica dentro do Parque nacional da Chapada da Diamantina. “Fiz uma trilha de cinco dias e conheci muitos lugares inesquecíveis. Com todas essas histórias inesquecíveis, voltamos para Ribeirão Preto com a missão de construir nosso motorhome. Compramos nossa Kombi, a apelidamos de Serena no final de maio, e estamos na reta final da construção para cairmos na estrada no próximo mês”, conclui a aventureira. Jornal da Chapada com informações do site Revide.
Compartilhar Google Plus

Compartilhe e comente nas redes sociais

Compartilhar Whats

0 Comentários:

Postar um comentário