Venezuelanos são apontados como responsáveis em acidente da Chape

Um ano após o acidente que vitimou 71 pessoas, investigação aponta ex-senador como possível proprietário da LaMia

Informações bahia.ba
(Foto: Divulgação)

Um ano após o acidente aéreo com a Chapecoense, a investigação sobre as causas da tragédia apontaram os possíveis proprietários da companhia aérea LaMia, que transportava o time. O ex-senador venezuelano Ricardo Alberto Albacete Vidal e a filha dele Loredana Albacete Di Bartolomé.
Criada em 2010 na Venezuela, a LaMia se transferiu em 2015 para a Bolívia onde montou sociedade com o piloto Miguel Quiroga, piloto do avião da Chapecoense e uma das vítimas do acidente.
De acordo com o jornal  boliviano El Deber, a apuração já havia concluído que a causa da queda foi a falta de combustível, mas haviam dificuldades para determinar quem seriam os responsáveis pela empresa.
Um inquérito do Ministério Público Federal (MPF) divulgado em outubro, apontava a possível ligação e questionou irregularidades de voos feitos pela LaMia anteriores ao acidente da Chapecoense.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário