Esporte Clube Bahia é autuado por trabalho infantil

A fiscalização que flagrou a irregularidade foi feita entre os meses de julho e agosto

Informações bahia.ba
(Foto: Reprodução)

O Ministério do Trabalho divulgou, nesta segunda-feira (28), que oito crianças com idade de até 14 anos foram identificadas em situação de trabalho no Esporte Clube Bahia – a fiscalização que flagrou a irregularidade foi feita entre os meses de julho e agosto.
Segundo a decisão, foram lavrados autos de infração contra o clube por exploração de mão de obra infantil, introdução de atividades no esporte classificadas de alto rendimento de forma precoce e pela manutenção do jovens em locais inapropriados e sem isonomia com os atletas em formação nos alojamentos oficiais.
A partir de depoimentos de atletas em formação recém-contratados e por meio de inspeções feitas nas dependências do clube, os auditores-fiscais do Trabalho e o procurador do Ministério Público do Trabalho Luís Carlos Gomes descobriram que o Bahia acompanha o desenvolvimento de atletas com idades inferiores a 14 anos, o que é proibido pela Lei Pelé, e que isso é feito fora do clube, em casas de família.
Os jovens menores de 14 anos foram encaminhados para o Conselho Tutelar de Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador. Aqueles com mais de 14 anos foram remanejados para as dependências oficiais do clube e contratados como atletas em formação, com autorização de seus responsáveis.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários