Mãe tem condenação maior que réus da Lava Jato por roubar ovos de Páscoa

A mulher foi condenada a três anos e dois meses de prisão em regime fechado – a sentença saiu quando ela estava grávida

Informações bahia.ba
(Foto: José Cruz/ABr)

Uma mulher foi condenada pelo Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP) a mais tempo de prisão do que diversos envolvidos na Operação Lava Jato por ter roubado ovos de Páscoa em um supermercado em 2015. De acordo com a coluna de Mônica Bergamo, do jornal Folha de S. Paulo, a Defensoria Pública do Estado pediu ao Superior Tribunal de Justiça (STJ) a anulação da sentença.
A mulher foi condenada a três anos e dois meses de prisão em regime fechado – a pena saiu quando ela estava grávida. O executivo João Procópio Junqueira, por exemplo, pegou dois anos e seis meses de reclusão por lavagem de dinheiro.
A ação da Defensoria faz parte de um mutirão criado pela entidade para atender as cerca de 1,8 mil presas no estado que poderiam se beneficiar do indulto concedido a mulheres que praticaram crimes não violentos.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários