Médicos suspendem atividades na Bahia durante paralisação dos servidores

Apesar do protesto, a Sesab informou que as unidades vão funcionar normalmente

Informações Correio24horas
Os médicos da Bahia vão suspender parte dos atendimentos nesta quinta-feira (6) em diversas unidades do estado. A paralisação faz parte de um protesto realizado pelos servidores estaduais como parte das atividades da campanha salarial de 2017 e conta com apoio de outras categorias, como servidores da Fazenda, do Judiciário e técnicos das Universidades. 
Segundo o vice-presidente do Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindimed), Luiz Américo Câmara, a orientação é de que os profissionais suspendam os atendimentos para consultas, procedimentos e cirurgias eletivas. Esses serviços devem ser remarcados. Os casos de urgência e emergência, no entanto, serão socorridos normalmente.
"Além da pauta reivindicada por todos os servidores, como o reajuste retroativo das perdas inflacionárias e a reabertura das mesas de negociação setorial, por exemplo, nós estamos reivindicando a regulamentação do adicional noturno para os médicos, realização de Concurso Público e piso Fenam, entre outros pontos. A paralisação não inclui os serviços de urgência e emergência", afirmou.
(Foto: Gustavo Rampini/ Arquivo AE)

Ele contou que a suspensão dos serviços ocorrerá será apenas na quinta-feira, mas que a categoria não descarta a possibilidade de greve. A adesão dos médicos ao movimento foi definida em assembleia no dia 14 de março. No mesmo encontro eles elaboraram uma pauta de reivindicações específica da categoria para se somar a pauta geral dos servidores. Atualmente, cerca de 10 mil médicos atuam na Bahia, sendo que 4 mil trabalham na rede estadual.
Em nota, a Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informou que as unidades de saúde do estado vão funcionar normalmente no dia da paralisação. Confira a nota na íntegra:
A Secretaria da Saúde do Estado da Bahia (Sesab) informa que os centros de referência, ambulatórios e serviços de urgência e emergência da rede estadual funcionarão normalmente nesta quinta-feira (6), a despeito da nota emitida pelo Sindicato dos Médicos do Estado da Bahia (Sindmed-Ba), na qual orienta que os médicos suspendam consultas, procedimentos e cirurgias eletivas.
PasseataOs servidores estaduais vão se concentrar no Bahia Café Hall, na Avenida Luís Viana (Paralela), a partir das 9h. Em seguida, o grupo pretende sair em caminhada até a Governadoria, no Centro Administrativo da Bahia. O grupo prometeu levar um trio elétrico, fanfarra, bandeiras, faixas, balões e cartazes para a manifestação. Além do reajuste salarial, eles vão discutir a terceirização irrestrita e reformas da previdenciária e trabalhista.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários