Itaberaba comemora aniversário com ‘Semana de Arte e Cultura’; shows movimentam a região

O cantor Jau, a dupla Forro à Dois, formada pelos cantores Léo da banda Estakazero e Carla Cristina, e Thierry já foram confirmadas pela prefeitura

Informações Jornal da Chapada
(Foto: Reprodução/Jornal da Chapada)

A prefeitura de Itaberaba, cidade da Chapada Diamantina, está programando uma grande festa para comemorar os 140 anos de sua emancipação político-administrativa. A 7ª Semana de Arte e Cultura será realizada pela administração ‘Itaberaba de Todos’, do prefeito Ricardo Mascarenhas (PSB), para marcar este momento singular da história do município. O evento acontecerá entre os dias 23 e 26 de março e contará com atrações musicais, de dança, além de uma estrutura especial.
O palco da festa será na Praça Josenildo Miguel de Brito, mais conhecida como Praça do Coqueiro. Atrações como o cantor Jau, a dupla Forro à Dois, formada pelos cantores Léo da banda Estakazero e Carla Cristina, e Thierry já foram confirmadas pela prefeitura. Tudo está sendo preparado para abrigar um grande cenário, representando as 14 décadas de vida política do município. O acesso ao local será por dois portais que representarão a Pedra de ‘Itibiraba’ e os índios Maracás, fazendo a recepção do público.
Cidade Cenográfica 
Uma cidade cenográfica está sendo montada para ilustrar a história de Itaberaba por meio dos elementos que compõem a cultura local. Um grande painel, criado por grafiteiros da cidade, representará a história cultural de nosso município. As culturas do abacaxi, do ouricuri e do umbuzeiro serão retratadas em um ambiente vivo, simbolizando a luta e a resistência desses cultivos na região.
Com destaque, a cultura da mandioca será representada por uma Casa de Farinha com todos os seus equipamentos e insumos, nos moldes da agricultura de subsistência. Serão apresentados ainda os processos que envolvem a produção familiar do tradicional do beiju de goma de tapioca, iguaria tipicamente brasileira feita a partir da mandioca. Herança culinária que veio dos povos indígenas, a tapioca veio do tupi e significa “aglutinado”.
Os tipos humanos locais também serão retratados, como as figuras do vaqueiro e das baianas. Destes, destacamos o vaqueiro, que em seu cotidiano faz uso de indumentária própria feita de couro, composta por perneira, gibão (jaqueta), chapéu, peitoral (espécie de avental), luvas e botas.
‘Pé de Poesia’ pede passagem 
Uma exposição diferente registrará a memória poética do povo de Itaberaba. Trata-se do ‘Pé de Poesia’. Uma iniciativa da Secretaria de Cultura que irá expor, em árvores, os poemas selecionados em Concurso Público, direcionado a jovens do ensino básico da Rede Municipal. Jornal da Chapada com informações de assessoria.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários