Eleitores baianos dormem na fila para tentar regularizar título

Fim do prazo para emissão da primeira via do título eleitoral, regularização e transferência está marcado para 4 de maio

bahia.ba com informação da TV Bahia
Eleitores baianos dormem na fila para tentar regularizar título. (Foto: Reprodução/TV Bahia)
Eleitores baianos dormem na fila para tentar regularizar título. (Foto: Reprodução/TV Bahia)

Com a chegada do fim do prazo para emissão da primeira via do título eleitoral, regularização e transferência de título – marcado para 4 de maio – cresce o tamanho das filas na sede do Tribunal Regional Eleitoral na Bahia (TRE-BA), em Salvador, e nos postos do órgão em todo o estado. Segundo reportagem da TV Bahia, na cidade de Luís Eduardo Magalhães, no oeste do estado, diversas pessoas dormiram na fila para regularizar pendências.
Com o objetivo de diminuir a demanda e evitar transtornos, o cartório local decidiu estabelecer serviço extraordinário, das 8h às 18h (antes era de 14h às 18h) e passou a distribuir as senhas para o público no dia anterior ao atendimento, às 18h.
A recomendação do TRE-BA para os eleitores é que eles consultem a situação eleitoral no site do órgão antes de procurar os cartórios ou postos de atendimento da Justiça Eleitoral nos SAC’s.
A informação pode ser visualizada no menu “Eleitor”, opção “Situação Eleitoral”, em que a consulta pode ser feita com a informação do nome da mãe ou o número do título. Segundo o TRE-BA, devem ficar atentos ao prazo aqueles que necessitem prioritariamente solicitar a emissão da primeira via do título, fazer a regularização eleitoral ou a transferência de município.
O órgão destaca que, na maioria dos municípios baianos, o recadastramento biométrico não será obrigatório para as eleições deste ano. Deste modo, a população deve evitar procurar o atendimento eleitoral apenas para a realização da biometria. A lista completa dos municípios pode ser acessada aqui. Os eleitores com deficiência têm também o prazo de 4 de maio para solicitar transferência e votar nas seções especiais. O fechamento do cadastro é nacional.
Documentos necessários – Os eleitores precisam se dirigir aos postos de atendimento munidos de documento oficial com foto e comprovante de residência recente. No caso do primeiro título para as pessoas do sexo masculino, entre 18 e 45 anos, o comprovante de quitação militar é também obrigatório. Após 4 de maio e até 10 dias antes das eleições, os únicos serviços que poderão ser solicitados pelo eleitor são a emissão da segunda via do título eleitoral e a certidão de quitação eleitoral.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário