Micro-ônibus escolar cai de ribanceira e deixa professores em estado grave na BA-093

Três professores e o motorista do coletivo tiveram ferimentos graves e foram encaminhados para hospitais em Salvador e Camaçari

Informações Correio24hs


Ônibus que lelava professores para escola cai em ribanceira na BA-093, em Pojuca (Foto: Juarez Soares)
Ônibus que levava professores para escola cai em ribanceira na BA-093, em Pojuca (Foto: Juarez Soares)

Um acidente envolvendo um micro-ônibus escolar da prefeitura de Pojuca deixou dez pessoas feridas na manhã desta quinta-feira (2), na BA-093, na altura do KM 53. Segundo informações do Batalhão de Polícia Rodoviária (BPRV), o acidente aconteceu por volta das 7h30, próximo ao povoado de Miranga, na Região Metropolitana de Salvador.

O coletivo seguia com professores para uma localidade conhecida como Corujão, que fica no KM 60, na zona rural do município. Eles estavam a caminho do trabalho quando o motorista perdeu o controle da direção e caiu de uma ribanceira, deixando dez pessoas feridas.

As vítimas foram socorridas por ambulâncias do Hospital Municipal Dr. Carlito Silva, em Pojuca. Três pessoas tiveram ferimentos graves e precisaram ser encaminhados para outros hospitais em Salvador. 

Segundo Joelson Rodrigues, diretor do Hospital Dr. Carlito Silva, a professora Miriam Gomes sofreu um traumatismo cranioencefálico e foi encaminhada em estado grave para o Hospital Geral do Estado (HGE). Outra professora, Rosimeire Nonato, sofreu a mesma lesão na cabeça e foi encaminhada para o Hospital São Rafael, em Salvador.



Segundo a polícia, cerca de oito pessoas ficaram feridas com o acidente (Foto: Johnny Souza/Site Bahia Política)
 (Foto: Johnny Souza/Site Bahia Política)
O motorista do coletivo, Luis Alberto, teve uma lesão lombar e foi transferido para o Hospital Geral de Camaçari. A professora Ana Lúcia Soares teve uma fratura na perna e permanece internada, em observação, no hospital de Pojuca. Outros seis professores tiveram pequenos ferimentos e estão sendo atendidas na emergência local e serão liberadas após exames médicos.

A Secretaria de Saúde do Estado ainda não divulgou informações atualizadas sobre o estado de saúde das vítimas graves.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário