Tribunal inaugura sala para crianças vítimas de abuso sexual na Bahia

Crianças e adolescentes prestarão depoimentos no local.
Segundo TJ-BA, o espaço permite que vítimas tenham mais privacidade.


A primeira sala do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA), criada especialmente para receber depoimentos de crianças e adolescentes que são vítimas de abuso sexual  e exploração sexual foi inaugurada na manhã desta segunda-feira (25).
Colorida e com jogos, o novo espaço permite que as crianças e adolescentes falem sobre os abusos com maior privacidade. O local foi criado de modo que os familiares das vítimas aguardem os depoimentos em uma sala ao lado, que tem isolamento acústico.
Conforme o TJ-BA, na sala especial a criança ou adolescente deve conversar apenas com psicólogo ou assistente social. O conteúdo da conversa também pode ser ouvido por juiz, advogados e promotores, que devem ficar em outra sala e não devem falar com a criança.
"Essas informações passam para o processo com o máximo de sigilo, de segurança, sem que ela sofra um novo trauma além do que foi objeto do processo", afirma o juiz Eduardo Caricchioo.
Segundo o TJ-BA, do total de 100 depoimentos colhidos no órgão todos os meses, metade está relacionado a abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes. Informações G1 BA
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário