STJ arquiva investigações contra governadores na Lava Jato

Procuradoria não encontrou indícios concretos para dar prosseguimento às apurações contra gestores e pediu o engavetamento

Informações bahia.ba
(Foto: Divulgação)


O Superior Tribunal de Justiça (STJ) arquivou cinco das 11 investigações que envolvem governadores no âmbito da Operação Lava Jato e tem um pedido de engavetamento feito pela Procuradoria-Geral da República (PGR), segundo o jornal Estado de S. Paulo.
De acordo com a publicação, os arquivamentos foram feitos a pedido da própria PGR, que não encontrou indícios concretos para dar prosseguimento às apurações.
Os primeiros casos chegaram ao STJ em 2015 e tinham como alvo os governadores do Rio, Luiz Fernando Pezão (PMDB), e do Acre, Tião Viana (PT). Foram arquivados ainda casos que envolviam os gestores do Espírito Santo, Paulo Hartung (PMDB), duas apurações sobre o mineiro Fernando Pimentel (PT) e a citação ao governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB).
Ainda estão em diligências de investigação pendentes ou aguardam análise procedimentos que envolvem os governadores do Tocantins, Marcelo Miranda (PMDB); de Santa Catarina, Raimundo Colombo (PSD); de Goiás, Marconi Perillo (PSDB); do Paraná, Beto Richa (PSDB); e mais um caso sobre Pezão.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário