Quilombo dos Palmares se torna patrimônio cultural do Mercosul

Título é concedido na véspera do Dia da Consciência Negra, no próximo dia 20 de novembro

Informações bahia.ba
(Foto: Arquivo/ Agência Alagoas)


Nas véspera do Dia da Consciência Negra, comemorado em 20 de novembro, o Mercosul garantiu certificação de patrimônio cultural ao Quilombo dos Palmares, maior espaço de resistência de escravos durante mais de um século no período colonial.
O título só havia sido concedido para duas regiões no país até o momento: a Ponte Internacional Barão de Mauá, ligação entre as cidades de Jaguarão, no Brasil, e Rio Branco, no Uruguai; e a região das Missões.
Tombada pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) em 1985, a Serra da Barriga, região em que fica o Quilombo, abriga desde 2007 o Parque Memorial Quilombo dos Palmares, próximo à cidade de União dos Palmares, a cerca de 80 quilômetros da capital do estado, Maceió. O espaço é o único parque temático voltado à cultura negra no Brasil e recebe anualmente cerca de 8 mil visitantes.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário