Prefeito de Barra da Estiva, Ibicoara e outras autoridades discutem receita que o Estado repassa para custeio do hospital Susy Zanfretta

Informações Informe Barra
Hospital teve corte no repasse do governo. (Foto: Reprodução)

O hospital Suzy Zanfretta teve recentemente corte financeiro feito pelo Estado referente a 110 AIHs – Autorização de Internação Hospitalar em clínica médica. Além disso, a Programação Física Orçamentaria – FPO do hospital que é um repasse referente à R$10.000,00 por mês, não é compatível com quantitativo de usuários atendidos pelo Hospital (cerca de 60 mil usuários) considerando que o hospital atende Barra da Estiva e as regiões  vizinhas como Ibicoara, Ituaçu, Tanhaçu, Contendas do Sincorá, Iramaia, Mucugê. Essa situação tem prejudicado e muitas vezes tem impossibilitado à realização dos atendimentos a população que depende do Hospital Suzy Zanfretta, pois é a única referencia regional em atendimento hospitalar.


Hospital Susy Zanfretta em Barra da Estiva (Foto: Reprodução)
Hospital Susy Zanfretta em Barra da Estiva (Foto: Reprodução)


No intuito de reverter essa situação o prefeito de Barra da Estiva João Machado Ribeiro juntamente com o secretário do município  Eudes Alves e a direção do Hospital Susy Zanfretta e ainda a presença de Haroldo Aguiar, prefeito de Ibicoara e demais autoridades, solicitaram junto a SESAB- DICON (Diretoria de Controle da Ações e Serviços de Saúde)uma reunião para interceder junto a essa situação que o hospital vivencia.
Dessa forma prontamente foram atendidos por Dra. Norma e assessores na quinta – feira 31 de agosto de 2017 em reunião na SESAB,  Segundo informações da SESAB esse corte de AIHS foi baseado no poder de resolutividade que atenção básica deve ter, ou seja, cerca de 80% dos problemas de saúde o que em tese reduz as internações por causas básicas. A reunião foi finalizada com a promessa  da SESAB estudar a FPO do Hospital Susy Zanfretta para que aumente a receita dos procedimentos ambulatoriais.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários