General fala em ‘intervenção militar’ em palestra em Brasília

Antôno Hamilton Mourão fala que intervenção seria a solução caso o Judiciário não aja contra a corrupção

Informações bahia.ba
(Foto: Divulgação/Exército)

Em palestra promovida pela maçonaria em Brasília na última sexta-feira (15), o secretário de economia e finanças da Força e general da ativa do Exército, Antônio Hamilton Mourão, declarou que uma “intervenção militar” poderá ser a saída para o país, caso o Judiciário não solucione “o problema político”, em referência aos casos de corrupção.
Segundo reportagem da Folha, o oficial ainda afirmou que pode chegar a um momento em que os militares podem “impor isso”, e que a “imposição não seria nada fácil”. A posição ainda seria compactuada por seus “companheiros” do Alto Comando do Exército.
Mourão é natural de Porto Alegre (RS) e está no Exército desde 1972. Ele ficou conhecido em 2015 por fazer críticas ao governo Dilma Rousseff e, na ocasião, foi exonerado do Comando Militar do Sul, pelo comandante do Exército Eduardo Villas Boas.
Na época, um oficial sob seu comando fez uma homenagem póstuma ao coronel Brilhante Ustra, acusado de inúmeros crimes de tortura e assassinato na ditadura militar.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário