Estiagem no oeste da Bahia faz crescer índice de doenças respiratórias

Em Barreiras, a umidade do ar registrada nesta quarta-feira (16) foi de 17%, enquanto é normal que sejam contabilizados 60%

Informações bahia.ba
(Foto: Agência Brasil).

O número de doenças respiratórias foi elevado devido à baixa umidade do ar, nas cidades de Barreiras e Luís Eduardo Magalhães, no oeste da Bahia.
A parcela da população mais afetada pela estiagem, que já dura aproximadamente cinco meses, são as crianças. A orientação médica é que se evite a exposição ao sol, e o consumo de água seja maior.
Em Barreiras, a umidade do ar registrada nesta quarta-feira (16) foi de 17%, enquanto é normal que o índice seja de aproximadamente 60%.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários