Menina de 2 anos morre após ser estuprada na Bahia; padrasto é suspeito

Vítima morava com a mãe e o padrasto, que acabou preso. Ele teria violado a criança enquanto dava banho nela

Informações Correio24horas
Equipe médica informou a parentes de Maria Eduarda que ela sofreu violência sexual (Foto: Reprodução)
Equipe médica informou a parentes de Maria Eduarda que ela sofreu violência sexual (Foto: Reprodução)

A pequena Maria Eduarda, de apenas 2 anos, morreu nesta sexta-feira (16) após ser vítima de estupro em Paulo Afonso, no Norte da Bahia. Segundo a Polícia Civil, o principal suspeito é o padrasto da criança, Valderi Eloi Bonfim, 59 anos, que foi preso. A mãe da menina foi levada para a delegacia, para prestar depoimento, mas foi liberada.

A menina chegou a ser socorrida para o hospital municipal, mas não resistiu aos ferimentos. O crime ocorreu nesta quinta, e Maria Eduarda chegou a passar a noite internada.
Na delegacia, Valderi contou que a criança desmaiou enquanto ele dava banho nela. A mãe estava em casa no momento do crime, mas não teria presenciado o estupro.
Parentes da vítima disseram à polícia que os médicos confirmaram que a menina tinha sinais de agressão sexual.
O corpo da menina foi levado para o Instituto Médico Legal (IML) de Paulo Afonso e deve passar por perícia para confirmar a causa da morte.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários