Brazil Tourism deve atrair US$ 260 mi em negócios

Cerca de 150 investidores de vários países, como Alemanha, Argentina,Estados Unidos, França estarão presentes no evento.

Informações Correio24horas
(Foto: Evandro Veiga/Arquivo Correio)

Em um cenário de crise e queda no turismo no país, Salvador vai sediar a 25ª edição do Brazil National Tourism Mart (BNTM), evento voltado para estimular o setor na região Nordeste - que acontece entre os dias 8 e 10 de junho no Fiesta Hotel.
Durante os três dias é esperado um volume de negócios de até US$ 260 milhões. O evento é uma ocasião para expor o turismo da região Nordeste diante dos investidores nacionais e internacionais. O objetivo é fechar os serviços com preços em conta e comercializá-los nos países de origem.
Os expositores nordestinos negociam diretamente com os compradores, por intermédio do Sebrae. Ao todo serão cerca de 150 investidores de vários países, como Alemanha, Argentina, Chile, Espanha, Estados Unidos, França, Paraguai, Portugal, Reino Unido e Uruguai. Só da Argentina virão 38.
Para a Bahia, o foco será vender 13 zonas turísticas, entre elas  Salvador, Morro de São Paulo, Porto Seguro e a região da Chapada Diamantina. De acordo com o Secretário de Turismo da Bahia, José Alves, o estado vive um momento favorável. “A Bahia, como todo, está com uma ocupação muito boa. Comparada com o ano passado, houve crescimento de 4,6%. Em Salvador precisamos ter um olhar mais sensível para a cidade, nos equipamentos oferecidos e já estudamos formas de melhorar o roteiro”, afirma.
O secretário destacou ainda as intervenções do estado no Centro Histórico e o calendário de eventos na capital, que inclui a Campus Party (feira de tecnologia) e o show do músico Paul McCartney. O objetivo é estimular a vinda de visitantes. “Vamos reformar três praças no Pelourinho e entregá-las até o final do ano, além das melhorias na estrutura do Centro. Também no Pelourinho terá o São João na capital com shows nas praças disponíveis e aberto ao público”, completa.
No Nordeste, de acordo com o diretor da Comissão de Turismo Integrado (CTI – Nordeste), o contexto é positivo para negócios. “O turismo doméstico está em um momento interessante. Se o internacional está favorável pelo câmbio, o doméstico está pelas dificuldades de deixar o país”, avalia. Ele cita ainda uma pesquisa da Fundação Getúlio Vargas que indicou que 73,1% dos brasileiros querem viajar pelo brasil, destes 42,5% querem vir para o nordeste. “Este evento é uma janela de oportunidades. Ao invés de viajarmos pelo mundo, o mundo está vindo ao nordeste, em especial na Bahia”, completa.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários