Maconha entra na lista de plantas medicinais

Nada muda, porém, em relação à legislação brasileira sobre o cultivo e o consumo da erva

Informações bahia.ba
(Foto: Reprodução/UOL Notícias)

A planta Cannabis sativa, popularmente conhecida como maconha, foi incluída na lista brasileira de plantas medicinais da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e entra na lista de interesse da indústria farmacêutica, de acordo com a Resolução 156 da diretoria colegiada do órgão.
De acordo com o jornal Estadão, a mudança abre caminho para que a erva possa integrar a farmacopeia brasileira (publicação que detalha como sua fabricação deve ser feita) e para que fabricantes peçam registro de medicamentos que levam a substância em sua composição, em um segundo momento.
Nada muda, porém, em relação à legislação brasileira sobre o cultivo e o consumo. A inclusão não altera regras para importação de medicamentos com canabidiol ou outros extratos da maconha e não autoriza o uso imediato da Cannabis como planta medicinal.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários