Ex-prefeito de Itagimirim é preso por porte ilegal de arma e por suspeita de improbidade

Quatro ex-secretários também foram levados pela polícia; grupo estava com bens furtados da Prefeitura

Informações Correio24horas
O ex-prefeito de Itagimirim, a 626 km de Salvador, foi preso em flagrante nesta quarta-feira (17) por porte ilegal de arma. Rogério Andrade de Oliveira, 44 anos, iria ser levado em uma condução coercitiva (quando uma pessoa é obrigada a depor) por ser suspeito de vários crimes contra a administração municipal, como improbidade, mas com ele foi encontrada uma espingarda calibre 12 e munições. 

Documentos, armário e até uma cadeira tinham sido levadas da Prefeitura pelos indiciados (Foto: Divulgação - Secretaria da Segurança Pública)
Documentos, armário e até uma cadeira tinham sido levadas da Prefeitura pelos indiciados (Foto: Divulgação - Secretaria da Segurança Pública)

Alvo da mesma operação, os ex-secretários municipais Rilson Neris Miranda, 45, Sérgio Murilo Cerqueira Menezes, 55, Rafael César do Amaral, 36, e Wesley José Gonçalves, 36, também foram levados pela polícia. Rilson também foi preso em flagrante por porte ilegal de arma, pois portava munições de calibre 762 usadas em fuzil. 
Os mandados foram cumpridos nas residências das pessoas ligadas aos investigados situadas em Itagimirim e também nas cidades de Itapebi, Santa Cruz Cabrália e Belmonte. A ação foi executada por agentes da 23ª Coordenadoria Regional de Polícia Civil do Interior (Eunápolis).
Os indiciados estão sendo responsabilizados também pelo desaparecimento de peças de veículos automotores e tratores, de documentos contábeis da administração municipal, aparelhos de ar-condicionado, computadores, scaneres, impressoras, móveis do gabinete e da recepção, objetos de decoração (quadros) e outros bens públicos. 
Durante as buscas também foram encontrados documentos, cheques, um armário e até uma cadeira que pertencia ao mobiliário da Prefeitura de Itagimirim. 
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários