Suspeito de matar PM em Ilhéus é preso e diz que detento encomendou morte

Detento pagou R$ 2 mil e 1 kg de maconha pela morte. Suspeito foi preso em ônibus fugindo para Salvador

Informações Correio24horas
Local onde um dos suspeitos se escondia (Foto: Divulgação)
Local onde um dos suspeitos se escondia (Foto: Divulgação)

Suspeito de matar um policial militar em Ilhéus, no sul da Bahia, Danilo José Silva Santos foi preso na madrugada desta segunda-feira (24) quando fugia para Salvador em um ônibus da empresa Águia Branca. O soldado PM Tyrone Tomas de Aquino foi no morto no domingo. Danilo foi capturado quando o ônibus passava por Gandu por equipes da 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Ilhéus), da Companhia Independente de Policiamento Especializado/Cacaueira e das 68ª, 69ª e 70ª Companhias Independentes da PM.

Preso, Danilo afirmou que quem atirou no PM foi o comparsa Fabrício Santana Caetano. Ele disse ainda que Fabrício Magno de Santana e outra pessoa, de prenome Everton, estão envolvidos no crime. Fabrício Santana, que está em liberdade provisória, foi detido em casa, em Ilhéus. Mesmo negando participação no crime, ele indicou onde estava uma arma calibre 380, que teria sido usada no crime. A arma foi apreendida e passará por perícia no Departamento de Polícia Técnica.
Danilo afirmou que a morte do PM foi encomendada pelo detento Adailton Soares dos Santos, preso no Conjunto Penal de Itabuna, por R$ 2 mil e um quilo de maconha. 
Outro suspeito, Pippou Cleber Machado dos Santos, também foi preso com um revólver calibre 38 e tem o envolvimento investigado.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários