‘Lagoa Azul’ é reclassificado para maiores de 12 anos

Depois de quase quatro décadas liberado sem restrições, filme romântico cai na malha do Ministério da Justiça e passa a ser considerado inapropriado para crianças 

Informações bahia.ba
Lagoa Azul (Foto: Divulgação)

Exibido à exaustão em sessões vespertinas das redes de TV aberta, o filme Lagoa Azul (The Blue Lagoon, 1980) teve alterada a classificação indicativa de idade. A partir de agora, o longa, que tinha livre exibição, passa a ser “não recomendado para menores de 12 anos”.
Segundo justificativa do Ministério da Justiça, por conter cenas de “ato violento” e “apelo sexual”, conforme publicação no Diário Oficial da União da última quinta-feira (20). A mudança atende a reclamação de telespectador, registrada após a última exibição da obra, em março deste ano, na Sessão da Tarde, da Rede Globo.
Considerado um clássico romântico, Lagoa Azul – direção do norte-americano Randal Kleiser, de 70 anos – conta a história de Emmeline (Brooke Shields) e Richard (Christopher Atkins), duas crianças que sobrevivem a um naufrágio junto com um velho marinheiro, Paddy Button, interpretado por Leo McKern (1920-2002). Quando Paddy morre, os dois náufragos ficam sozinhos. Na adolescência, descobrem a sexualidade e acabam se apaixonando. Com informações de O Globo.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários