Bandidos explodem banco, trocam tiros com PMs e fazem reféns em Boa Nova

O crime aconteceu na madrugada desta terça-feira (4); grupo levou todo dinheiro da agência

Informações Correio24horas
Cerca de 20 homens armados explodiram uma agência do Banco do Brasil, na madrugada desta terça-feira (4), no Centro do município de Boa Nova, a 442 km de Salvador, no centro-sul do estado. Conforme a Polícia Militar, o bando roubou todo dinheiro e, na fuga, levou dois guardas municipais como reféns. Os bandidos, que estavam divididos em cinco carros, também investiram contra a sede do 3º Pelotão - arremessaram oito dinamites e trocaram tiros com policiais. Cofre da agência foi roubado.

Em contato com o correio, o soldado da 79ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Boa Nova), Vagner da Cruz, que participou da operação, disse que o ataque à unidade policial foi uma tentativa de impedir uma reação da PM. Toda ação durou cerca de 40 minutos, segundo o policial. Os policiais não ficaram feridos. 
Na fuga, eles levaram dois guardas municipais que faziam a patrulha na praça da cidade, nas imediações da agência. Conforme soldado Cruz, os reféns foram abandonados a 5km do município. "Depois disso, foram até Catingal, distrito de Manoel Vitorino, a cerca de 50km de Boa Nova, e continuaram trocando tiros conosco", contou. 
Agência ficou destruída após explosão (Foto: Leitor via WhatsApp)
Agência ficou destruída após explosão (Foto: Leitor via WhatsApp)

ExplosãoConforme a Polícia Militar, era por volta de 1h da madrugada quando os bandidos chegaram em cinco carros - Corolla, Ônix, Uno, Ford Ranger e Hilux - fecharam o principal acesso da cidade, no Centro, e explodiram a agência do Banco do Brasil. Todos os caixas eletrônicos e o cofre da agência foram levados por eles, segundo Vagner. 
Para impedir a ação policial, eles se dividiram na execução do crime. "Infelizmente tivemos que recuar. 
Em frente à delegacia eram, pelo menos, dez homens fortemente armados com dinamites -  explodiram todas, tanto no banco quando no quartel", relatou ele, completando que os criminosos atacaram, simultaneamente, a agência e o pelotão.  Não há informações sobre a quantia roubada. 
Cruz informou, ainda, que a polícia suspeita que o grupo esteja fazendo reféns na cidade de Tanhaçu, no sudoeste do estado, próximo a Poções e Vitória da Conquista, onde também já trocaram tiros. "Toda polícia da região, entre PM, Polícia Civil e até helicóptero do Grupamento Aéreo da Polícia Militar (Graer), estão envolvidos no caso", concluiu.
Helicóptero do Graer participa de cerco aos criminosos (Foto: Leitor via WhasApp)
Helicóptero do Graer participa de cerco aos criminosos (Foto: Leitor via WhasApp)

Reféns liberados
Em nota, a Secretaria da Segurança Pública (SSP) informou que equipes da  Delegacia de Repressão às Ações Criminosas (Draco), Graer e Companhia Independente de Policiamento Especializado (Cipe) entraram em confronto com a quadrilha nos municípios de Catingal, Brumado e Tanhaçu. 
A nota diz, ainda, que os PMs e civis resgataram, esta manhã, um refém levado do município de Catingal. "Dois criminosos foram atingidos e conseguiram fugir pra dentro da mata. Equipes do Draco, Cipes e Graer seguem na perseguição ao grupo criminoso", completa a nota.
Conforme a SSP, a quadrilha vinha sendo monitorada por equipes do Draco, que fizeram o primeiro embate em Catingal. "Um dos carros utilizados, modelo L200 Triton, foi trocado por um do tipo Sprinter. Um grande cerco está feito em toda região sudoeste do estado", diz o documento.  Informações sobre atitudes suspeitas nestas localidades devem ser enviadas para o Disque Denúncia da SSP no interior, por meio do número 181.

Em março, bandidos explodiram uma agência do Banco do Brasil em Irecê, no norte do estado, mas não conseguiram levar o dinheiro. Conforme o Sindicato dos Bancários, este é o 20º ataque a banco ocorrido na Bahia em 2017.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários