Brigadistas da Chapada Diamantina realizam manifestação no Morro do Pai Inácio dia 13 de abril

Voluntários que combatem incêndios na região querem que a coordenação de trabalho passe a ser da Defesa Civil

Informações Jornal da Chapada
(Foto: Manu Dias/GOVBA)


O posto do Morro do Pai Inácio, localizado no município de Palmeiras, na Chapada Diamantina, será o ponto de concentração para a manifestação organizada pelos brigadistas que combatem incêndios florestais na região. O encontro está marcado para acontecer na quinta-feira santa (13 de abril), a partir das 9h. O movimento denominado ‘Chapada Sempre Verde’ convida toda comunidade a participar dessa manifestação em defesa da Chapada.
“Estamos mobilizando todo mundo (brigadistas e comunidade) para conversar sobre a questão dos incêndios, que todo ano só aumentam”, afirmou o presidente dos Combatentes a Incêndios Florestais de Andaraí (Cifa), Homero Vieira dos Santos. Inclusive os brigadistas estão juntando assinaturas em um abaixo-assinado virtual que pede a Defesa Civil novamente no controle das ações de combate aos focos de incêndios. “Na manifestação faremos um abaixo-assinado real, no papel”, contou Homero.

O brigadista Cézar Maciel, da Brigada Anjos da Chapada, de Lençóis, afirmou que ser brigadista não é tarefa fácil por muitos motivos, mas a falta de apoio efetivo é o maior. “Não sou contra o Bahia Sem Fogo, mas acontece que muito se gasta e pouco se faz. Temos reunião com muitos planos bonitos, muita conversa, mas na hora de ir para o fogo a gente desembolsa para isso”, informou Maciel ao Jornal da Chapada.
Conforme o brigadista ele e seus companheiros trabalham mesmo sem equipamentos e tendo que arcar com custos de alimentação, por exemplo. “Voltando para a Defesa Civil vai ser melhor”, afirmou. Para ele a questão é que quem vai para o combate, aquelas pessoas que enfrentam o fogo, e contribuem para o combate ao incêndio, devem ter recursos para trabalhar.
“Estamos tirando do nosso bolso para fazer um serviço que nós pagamos ao Estado para fazer”, finalizou Cézar. Homero completou dizendo “que a Defesa Civil deve estar à frente, pois é mais próxima, é função dela, e na verdade, nessas questões de desastres naturais ela tem que estar envolvida de qualquer forma”.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários