Teolândia: homens param ambulância e matam paciente

A vítima era um ex-presidiário suspeito de ter cometido crime em Itamaraty; ele voltava para casa após ficar internado em Itabuna e sobreviver a outro atentado

Informações bahia.ba
(Foto: Carla Ornelas/ GOVBA)

A Polícia Civil de Teolândia, no sul baiano, aguarda nesta quinta-feira (8) o depoimento do motorista da ambulância que foi obrigado a parar o veículo quando transferia um paciente de Itabuna, que acabou morto por suspeitos durante uma abordagem nesta quarta (7).
Um agente da delegacia da cidade, que não quis se identificar, disse ao bahia.ba que o condutor foi obrigado a sair da BR-101, onde foi interceptado por dois carros e entrar em uma estrada vicinal.
O policial, que não sofreu ferimentos, presenciou o momento em que a vítima foi morta a golpes de faca e tiros, além de ter o corpo queimado em um local deserto entre os municípios de Travessão e Ubaitaba.
O homem se recuperava de um atentado recente, quando precisou ser internado no Hospital de Base de Itabuna. Após apresentar melhora no quadro clínico, seguia de volta para a cidade natal. Ele já havia cumprido pena por dois anos no Complexo Penal de Valença, por homicídio, e há dois meses estava fora das grades.
Investigações preliminares indicam que a vítima teria cometido um crime em Itamaraty, onde mora a mãe, e o ataque desta quarta teria sido uma retaliação ao delito.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários