Sem São Pedro: Calendário 2017 prevê 4 dias de recesso junino

O sindicato dos professores do estado (APLB) garante que o divulgado foi um erro e que pressionará o governo por alterações

Informações bahia.ba
(Foto: Divulgação)

O calendário da rede estadual de ensino para 2017, divulgado pela Secretaria de Educação (SEC) no último dia 12, tem tudo para gerar discórdia. Isso porque, segundo o programado, o recesso junino do próximo ano terá duração de apenas quatro dias, incluindo um sábado e um domingo.
A notícia já desagradou ao sindicato dos professores do estado, a APLB, que garante que vai reivindicar alteração ao governo. Em sua página no Facebook, a associação informou que “o professor Rui Oliveira, coordenador-geral da APLB-Sindicato entrou em contato com a Secretaria e afirma que o recesso do mês de Junho estará garantido ainda esta semana quando um novo calendário será publicado”. O que ainda não aconteceu.
Este ano as aulas foram paralisadas entre os dias 19 e 30 de junho. Já pelo calendário publicado no Diário Oficial do Estado, em 2017 a pausa no meio do ano vai apenas dos dias 22 (uma quinta-feira) a 25 (domingo) de junho. As aulas em 2017 terão início no dia 6 de Fevereiro e terminam no dia 13 de Dezembro.


Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários