Duas pessoas são presas em Glória sob suspeita de compra de votos

O procurador-geral do município e um estudante foram alvo de denúncia anônima, apurada por dois promotores que solicitaram apoio da PM

Informações bahia.ba
(Foto: Divulgação PM)
O estudante de direito João Victor Batista Simões das Neves e o controlador-geral do município de Glória, localizado no norte da Bahia, Flávio Ricardo de Queiroz Ferino,  foram presos suspeitos de crime eleitoral. Conforme as informações da Polícia Militar, os dois foram presos em flagrante com aproximadamente R$ 82 mil em um veículo, dinheiro que, supostamente, seria destinado à compra de votos. Eles também estava de posse de propaganda do candidato a prefeito David Cavalcanti (PP) e do candidato a vereador Bocal.
A PM prendeu a dupla em atendimento ao pedido dos promotores de Justiça Leonardo Bittencourt e Luciana Khoury, que apuraram a suspeita de crime eleitoral após uma denúncia anônima. Os suspeitos negam o crime e afirmam que o dinheiro seria a renda de uma festa realizada na cidade de Paulo Afonso no mês de setembro.
A prisão aconteceu nesta sexta-feira (30), mas só ganhou repercussão no sábado (1º). Os suspeitos foram levados para a delegacia da cidade. João Vitor pagou fiança de R$ 10 mil e foi liberado. Já Flávio Ricardo continua preso e seu advogado solicitou redução do valor da fiança, estipulada em R$ 200 mil. O juiz eleitoral da cidade ainda não analisou o pedido. A dupla vai responder por crime eleitoral.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários