Campanha salarial dos bancários impactará R$12bi na economia

Distribuição de renda entre os mais de 500 mil bancários do país injetarão cerca de R$12 bilhões na economia nacional

Informações bahia.ba
(Foto: Marcos Santos/ USP Imagens | Creative Commons | EBC)
O índice de reajuste de 8% nos salários, mais abono de R$3.500, reajuste de 10% no vale refeição e no auxílio creche-babá e de 15% no vale alimentação conquistados pelos mais de 500 mil bancários de todos o Brasil vão representar uma injeção de R$ 12 bilhões na economia do país.
De acordo com a Relação Anual de Informações Sociais (RAIS 2015), o número de bancários no Brasil é de 504.345 mil. Com isso, o reajuste de 8,0% nos salários da categoria bancária mais o abono de R$ 3.500,00 firmado na Campanha Nacional de 2016 representa um acréscimo anual de cerca de R$ 5,771 bilhões na economia.
Para o Presidente do Sindicato dos Bancários da Bahia, Augusto Vasconcelos, “a luta dos trabalhadores contra ganância dos bancos é fundamental para distribuição da renda. Salários auxiliam na recuperação da economia pois giram a roda do consumo. Fizemos um movimento grandioso que resulta no maior contrato coletivo de trabalho da América. Não foi fácil resistir aos ataques dos bancos e do governo, mas chegamos de cabeça erguida”.
O primeiro impacto será sentido na antecipação do pagamento da PLR, creditada até 10 dias após a assinatura do Acordo Coletivo, marcado para esta quinta-feira (13/10).
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários