Cachoeira: festa literária começa nesta quinta

Além de atrativos culturais, participantes terão à disposição serviços como SAC móvel; programação vai até o dia 16

Informações bahia.ba
(Foto: Rafael Martins/ SECOM)
A Festa Literária Internacional de Cachoeira inicia sua programação nesta quinta-feira (13) e permanece com atrativos culturais e de cidadania até o dia 16. Entre as atividades programadas para o evento estão lançamento de publicações, contação de histórias infantis, exposições, feira de economia solidária e biblioteca móvel. O Serviço de Atendimento ao Cidadão Móvel (SAC Móvel) estende o serviço até o dia 17. Confira a seguir as atrações:
Sarau Concurso 169 anos de Castro Alves
No dia 13, das 9h às 11h a Secretaria de Educação do Estado vai promover, no Espaço Educar para Transformar, o Sarau do Concurso Festa Literária na Rede Estadual: 169 anos de Castro Alves, com a participação dos estudantes vencedores do concurso, que teve 121 obras inscritas nos distintos gêneros literários (poesia, prosa, carta e cordel). O objetivo do concurso é promover ações voltadas para o desenvolvimento das experiências criativas nos contextos escolares e a preservação da memória cultural da Bahia. Neste caso especial, os estudantes foram motivados a produzir escritos literários baseados nas diversas temáticas da obra do escritor Castro Alves.
Mapa da Palavra
Na abertura da Flica, quinta-feira (13), a partir das 15h, o secretário de Cultura, Jorge Portugal, fará a apresentação do Mapa da Palavra, composto por um site (mapadapalavra.ba.gov.br) e quatro publicações, que serão distribuídas gratuitamente durante a Feira. O projeto de mapeamento identificou artistas da palavra nos 27 territórios de identidade da Bahia, visando a ajudar a divulgar suas produções. O site contará com minibiografias e trabalhos literários dos autores, como uma galeria permanente dos artistas da palavra da Bahia, e poderá ser consultado a partir do dia do lançamento. Na sequência, o secretário assume a mediação da primeira mesa da feira literária com a historiadora e escritora Mary Del Priore, sob a temática Histórias da Gente Brasileira.
Contação de histórias
Na Praça Dois de Julho, ficará instalado o Cantinho da Leitura e da Contação de História, uma das atrações mais procuradas pelo público infantil. Crianças e todos interessados no lúdico universo infantil poderão conferir o espaço da SEC entre os dias 13 e 15. A contação de histórias acontece nesses dias às 9h, 14 e 17h.
Oficina de retratos
Na oficina Retratos Estudantis, que também vai acontecer de 13 a 15, no Espaço Educar para Transformar para Educar, os participantes poderão customizar camisas através da técnica de pintura conhecida como serigrafia, a partir de uma fotografia e o uso do computador. A oficina conta com a supervisão do professor e artista plástico Ives Quaglia. Serão feitas 100 impressões por dia, com material doado pela SEC. A participação é aberta ao público, sendo que os estudantes têm prioridade.
Conversa Cantada
A programação da Cultura também segue com as ações da Fundação Pedro Calmon (FPC) na Flica. A música e a palavra vão dar um show no dia 15, a partir das 18h. Trata-se do projeto em que o cantor e compositor Roberto Mendes fará com Jorge Portugal uma Conversa Cantada onde o violão se une à poesia para mostrar a força da palavra cantada, uma apresentação que mesclará música com recital de textos, onde se desvelará o processo criativo e obra destes renomados artistas baianos.
Oficina de literatura
A programação segue com o Fantástico Mundo da Literatura. A ideia é que a partir de oficinas práticas haja um mergulho na literatura e que eles possam com conhecimento nas estruturas de gêneros literários, da construção de personagens principais, serem autores de novas narrativas. A oficina acontece na sexta-feira (14), das 8h às 12h e das 14h às 18h, no auditório Hansen Bahia.
Memória de leitura
A FPC vai realizar nos diversos espaços da Flica a gravação em vídeo de depoimentos inspirados em Glauber Rocha – “uma câmera na mão e uma ideia na cabeça” – sobre a importância e a experiência da leitura na formação de notáveis presentes ao evento. A ideia é saber deles quem foram as pessoas que os inspiraram e incentivaram, como aprenderam a ler. Quais foram suas primeiras, melhores e mais marcantes leituras, quais os livros de cabeceira, escrita e criação literária própria, se já publicaram livros, como foi a experiência de ser lido por outros e afins. O objetivo das gravações é despertar em muitos a curiosidade em vivenciar experiências semelhantes.
Biblioteca Móvel
Outra ação da FPC é a Biblioteca Móvel (Bibex), que durante a Flica desenvolverá atividades de leitura com jovens e crianças, além de contação de histórias, oficinas de recicláveis, apresentação de palhaço e saraus literários. A Biblioteca funcionará de quinta a domingo, na Praça Dois de Julho.
Feira de Economia Solidária
Uma novidade deste ano é a Feira de Economia Solidária que será promovida pela Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre) com empreendedores sociais de Cachoeira e entorno. Serão disponibilizadas 30 tendas de comercialização que vão receber o trabalho de 60 empreendedores. O público que for conferir a feira vai encontrar, a preços acessíveis, itens de artesanato, moda afro, e da culinária típica da região, entre outros produtos. A feira ficará montada praça da orla.
SAC Móvel
Até o dia 17,  a carreta do SAC Móvel está em Cachoeira, atendendo aos moradores do município e da região, além do público do evento. O equipamento vai funcionar na Praça Dr. Milton, mesmo local do ano passado, das 8h às 17h. Os serviços oferecidos são emissão de RG, CPF, antecedentes criminais e os atendimentos prestados pela Ouvidoria-Geral do Estado.
Cultura e literatura negras
A Secretaria de Promoção da Igualdade Racial (Sepromi) também estará presente no Espaço Educar para Transformar, compondo a programação do governo do estado no evento. A iniciativa tem como objetivo garantir a visibilidade e o reconhecimento das contribuições da população negra nas artes e na literatura, compondo as ações da Década Internacional Afrodescendente na Bahia.
De quinta-feira (13) a sábado (15) estão previstos lançamento e divulgação dos livros “Mãe Stella de Oxóssi – Estrela nossa, a mais singela”, do historiador Marcos Santana; “Meu Caminhar, Meu Viver”, da Makota Valdina Pinto; “Pretinha de Ébano” e “A fada Dia e duende Mante”, da pedagoga Kalypsa Britto; “Xangô e Thémis”, do advogado e militante do movimento negro Sérgio São Bernardo; “Equede – A mãe de todos”, da religiosa Gersonice Azevedo Brandão, a equede Sinha; “Diáspora e ancestralidade” do historiador Fábio Lima; entre outras publicações que tratam de temas associados às questões étnico-raciais. O grupo cultural LindroAmor Axé, de São Francisco do Conde, também integra a programação da Sepromi, com apresentação marcada para o sábado (15), às 15h.

Balcão de turismo
A Secretaria do Turismo da Bahia (Setur) vai manter um balcão de informações turísticas no Espaço Educar para Transformar, onde haverá exibição de vídeos promocionais e distribuição de material informativo. Haverá ainda uma homenagem ao mais conhecido escritor baiano, Jorge Amado, que será representado como estátua viva, próximo ao Conjunto do Carmo. Os serviços da Setur serão oferecidos entre os dias 13 e 15, sempre das 9h às 19h.
Oficina de turbantes
Grande sucesso na Flica 2015, a Oficina de Turbantes promovida pela Setur acontece novamente nesta edição. Quem participar da oficina poderá levar para casa seu próprio turbante, um dos acessórios mais cobiçados da estética afro que vem conquistando o mundo da moda. A atividade será realizada próxima ao anfiteatro do Espaço Educar para Transformar.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários