Ipiaú: Comício com participação de Rui tem um morto e seis baleados

Polícia deteu na manhã desta sexta-feira cinco suspeitos, três maiores de idade e dois adolescentes envolvidos no crime

Informações bahia.ba
(Foto: Reprodução/Giro Ipiaú)

Um comício com a participação do governador da Bahia, Rui Costa, terminou com uma pessoa morta e seis baleadas no município de Ipiaú, localizado no sul do estado, na noite desta quinta-feira (15). Conforme informações publicadas no site Ipiaú Online, o evento da campanha de Maria das Graças acontecia na Avenida Getúlio Vargas, com a presença do governador e de políticos da cidade, quando foram ouvidos dez disparos. A Polícia Militar (PM) prendeu cinco suspeitos de envolvimento no crime na manhã desta sexta-feira (16).
Uma das vítimas foi Danilo Menezes de Souza, que não resistiu aos ferimentos e morreu nesta madrugada no Hospital Prado Valadares. Outras três pessoas foram encaminhadas ao mesmo hospital para serem submetidas a cirurgias de retirada das balas. Os três restantes permaneceram no Hospital Geral de Ipiaú.
Motivação – Os cinco suspeitos de envolvimento no crime estão na delegacia de Ipiaú, conforme a PM. De acordo com o major Jorge Alexandre, a motivação teria sido uma rixa entre o autor dos disparos e Danilo Menezes. Entre os presos são Gustavo Santana Miranda, Edson Miranda dos Santos e Lucas Lima Novais.  Foram ainda apreendidos dois adolescentes que tiveram participação no crime. De acordo com o titular da Delegacia Territorial de Ipiaú, Ivan Lessa, Gustavo confessou ser o autor dos disparos.
De acordo com a informação de um policial militar ao site Giro de Notícias, o motivo alegado por um dos autores dos disparos teria sido uma cotovelada durante o percurso da caminhada política. “Ele (acusado) disse que após uma cotovelada, houve um desentendimento e ele com o parceiro foram em casa e se armaram, retornando para o local do comício. Foram usadas duas armas, um revólver e uma pistola.
Antes de saber da motivação do crime, ainda durante a noite de quinta-feira, o  governador fez uma declaração, publicada pelo Giro Ipiaú, atribuindo o ato criminoso a um atentado político, e disse que um  pelotão especializado da Caatinga será mantido em Ipiaú até o dia da eleição para deixar claro que criminoso, seja da política ou do banditismo, não vai intimidar o Estado de direito e nem a sociedade.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário