Candidato é condenado a pagar multa de R$ 53 mil por divulgar falsa pesquisa

Em seu depoimento, José Almir Cardoso Ribeiro pediu para que não fosse punido pela Justiça e alegou que teve a sua página invadida

Informações bahia.ba
(Foto: Reprodução)

O candidato a vereador da Câmara Municipal de Fátima, José Almir Cardoso Ribeiro (PT), foi condenado pela 82ª Zona Eleitoral da cidade de Cícero Dantas, no nordeste baiano, a pagar uma multa de $ 53.205,00 mil por ter divulgado uma pesquisa de intenção de votos falsa. A falsa pesquisa, que foi divulgada em seu Facebook, indicava o candidato “Binho de Alfredo” com 53,6%, enquanto o candidato conhecido como “Sorria” teria apenas 31%.
Em sua decisão, o juiz José de Souza Brandão Netto ressaltou que divulgar pesquisa sem registro no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) representa “consequências seríssimas”, como levar o eleitor a votar em um candidato que supostamente detém maiores intenções de votos. Em seu depoimento, o candidato petista, mais conhecido como Almir Gitirana, alegou que um suposto “hacker” teria invadido sua conta para postar a pesquisa falsa.
Consta ainda na decisão do magistrado que o candidato pediu para que não fosse punido pela Justiça, mas caso não fosse possível, a multa fosse aplicada em um “patamar razoável” por se tratar de um servidor público ocupante do cargo de agente de saúde no município, função pela qual receberia uma renda bruta de R$ 1.318,00.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário