Delegado de Tucano é preso por peculato

Paulo José de Oliveira pode pegar pena de até 12 anos e perder o cargo; policial ainda utilizava em seu carro peças retiradas de um veículo roubado

Informações bahia.ba
(Foto: Rádio Jacuipe e Prefeitura de Tucano)

Uma equipe da Corregedoria da Polícia Civil (Correpol) prendeu preventivamente nesta terça-feira (12) o delegado Paulo José de Oliveira, titular da Delegacia Territorial de Tucano, cidade do nordeste baiano. O servidor é acusado de crime de peculato, que é o desvio de dinheiro público por funcionário que tem a seu cargo a administração de verbas públicas.
Uma investigação conduzida pela Correpol revelou ainda que o policial utilizava em seu carro particular peças retiradas de um veículo roubado, que havia sido recuperado e estava apreendido sob sua responsabilidade na delegacia.
Nos quadros da Polícia Civil há 12 anos, Paulo Oliveira poderá ser demitido ao final dos procedimentos legais. A pena pelo crime de peculato é de dois a 12 anos de prisão. Ele tem como agravante o fato de ser servidor público. O delegado já está custodiado na carceragem da Correpol, no bairro do Rio Vermelho, em Salvador.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário