7ª edição do Guia Chapada Diamantina traz roteiros inéditos

Disponível também em inglês, a publicação traz 21 novos atrativos.

Por: Louise Pita
Assessora de Imprensa
A Cachoeira da Fumacinha, em Ibicoara, foi a escolhida para a capa da nova edição (Foto: Tom Alves)
A Cachoeira da Fumacinha, em Ibicoara, é capa da nova edição. (Foto: Tom Alves)
Quem começa a planejar uma viagem à Chapada Diamantina, no coração da Bahia, logo se dá conta de que a tarefa não é fácil: são tantas cachoeiras, grutas, poços, trekkings e cidades singulares que é quase impossível não ficar confuso com tantas opções. Para ajudar nesta “empreitada”, o Guia Chapada Diamantina reúne dicas valiosas de quem reside e conhece a fundo a cultura, a história e os atrativos da região. Com 204 páginas repletas de fotos, mapas, opções de passeios, de hospedagem e de restaurantes, a 7ª edição do periódico revela aos viajantes 82 atrativos, sendo 21 novos, espalhados em 12 diferentes cidades e distritos.

A maior parte das novidades da publicação encontra-se no capítulo dedicado às cidades menos conhecidas, como Itaetê, que abriga o famoso Poço Encantado, um dos atrativos mais visitados de toda a Chapada. Os encantos, entretanto, vão muito além disso. Com grande potencial para o turismo de aventura, o município abriga paisagens de tirar o fôlego; como a Cachoeira Encantada, com 230 metros de altura e as três magníficas quedas d´água da Cachoeira do Herculano, com cerca de 120 metros.

A cidade de Morro do Chapéu, que está fora dos roteiros turísticos tradicionais, também faz parte da publicação. Com rico acervo natural, o município conta com atrativos dignos de uma visita, como a Cachoeira do Ferro Doido e a Vila do Ventura, importante geossítio dos tempos da mineração. Para Branca Pires, um dos idealizadores do Guia Chapada Diamantina, falar dos novos atrativos é também uma medida de preservação ambiental: “Este tipo de informação ajuda a desafogar os atrativos mais conhecidos e distribuir a visitação em diversos pontos, amenizando os impactos ambientais. A Chapada é linda e tem muita coisa para ser visitada!”, explica a diretora da Flora Comunicação.

Uma prévia com algumas páginas internas da 7ª edição do Guia Chapada Diamantina (Foto: Divulgação)
Uma prévia com algumas páginas internas da 7ª edição do Guia Chapada Diamantina (Foto: Divulgação)


No Sul da Chapada Diamantina, a cidade de Ibicoara é outro destaque do guia. O município vem ganhando espaço no turismo regional, principalmente por causa da majestosa Cachoeira do Buracão, no Parque Natural Municipal do Espalhado. Outras belezas naturais, como a cachoeira da Fumacinha, que ilustra a capa desta edição, também fazem muito sucesso entre os turistas, assim como as cachoeiras do Licuri e do Rio Preto.

Uma prévia com algumas páginas internas da 7ª edição do Guia Chapada Diamantina (Foto: Divulgação)
Cidades e atrativos (Foto: Divulgação)
Além dos atrativos, o Guia traz dicas úteis para planejar a sua viagem, como distâncias e tempo a pé ou de carro, nível de dificuldade dos roteiros e preços praticados pelas agências de turismo da região. Informações gerais sobre telefonia, clima e serviços bancários também fazem parte do periódico, que inclui ainda dicas de segurança e preservação. Toda a complexidade da região é esclarecida em partes que abordam a história, a gastronomia e as tradições regionais, além de descrições detalhadas dos roteiros de trekking pelo Vale do Pati e passeios de uma semana em todo o território, conhecidos como Volta ao Parque.

Com mais de 200 fotos, o guia é repleto de informações detalhadas, essenciais para aqueles que planejam visitar a Chapada Diamantina. “A gente entende que a promoção de um destino é muito mais que mostrar as belezas do local: é ajudar o turista a aproveitar ao máximo a sua viagem, com tranquilidade e segurança. Além disso, quanto mais o viajante conhece as riquezas deste lugar, mais consciência e cuidados ele terá”, explica Branca. Por conta destes aspectos, o Guia estimula os visitantes a conhecerem a região fora da alta temporada e dos feriados prolongados. “Na baixa temporada, o turista vai curtir melhor o lugar e ainda economizar. Outro ponto positivo é que isto ajuda na preservação do local, minimizando o impacto nos atrativos”, pontua a diretora.

Com mais de 200 fotos e informações (Foto: Divulgação)
Com mais de 200 fotos e informações (Foto: Divulgação)


Disponível em inglês e português, o Guia Chapada Diamantina pode ser adquirido pelo site www.guiachapadadiamantina.com.br, com entrega em todo o Brasil e exterior; na página oficial no Facebook e em diversos pontos de venda da região. Até 6 de julho de 2016, o frete é grátis para todo o território nacional. O preço sugerido é de R$ 49.

Ficha Técnica
Título: Guia Chapada Diamantina I Idiomas: Portugês e Inglês I Nº de edição: 7ª edição I Ano de Edição: 2016/2018 I Páginas: 204 + pôster do mapa I Formato: 17,5 x 24 x 0,9 cm I Peso: 460g I Gênero: Viagem e Turismo I Preço: R$ 49,00 I Editora: Flora Comunicação

Sobre o Guia Chapada Diamantina

O Guia Chapada Diamantina é um veículo jornalístico que tem como objetivo promover um dos principais destinos turísticos do Brasil através de três canais: guia impresso, site www.guiachapadadiamantina.com.br e aplicativo com download gratuito (Android e iOS). Juntos, os três canais da Flora Comunicação, desvendam todo o potencial turístico da região, com dicas e informações exclusivas, essenciais para o planejamento da viagem para uma das mais belas regiões brasileiras. Em 2015, a Flora Comunicação lançou a campanha “Eu Amo a Chapada Diamantina”, com dicas e informações sobre preservação e segurança neste santuário ecológico. Em 2016, a empresa lançou a 7ª edição do Guia Chapada Diamantina, publicação bilíngue impressa bianual.


Sobre a Flora Comunicação

Há 15 anos no mercado, a Flora Comunicação é pioneira na promoção da Chapada Diamantina. Sempre incentivando o turismo consciente, a empresa contribui para a visibilidade da região, especialmente no âmbito cultural e ambiental. Com inúmeros trabalhos realizados em prol do desenvolvimento turístico do destino, a empresa atua em três vertentes; editora, net & mobile e imprensa. Atualmente, é responsável pela produção de guias turísticos e livros sobre a Chapada Diamantina. O braço net & mobile conta com o site www.guiachapadadiamantina.com.br, redes sociais e aplicativo para iOS e Android. O setor de imprensa funciona como um núcleo de notícias da região e tem conteúdo desenvolvido em múltiplas plataformas (texto, áudio e vídeo).

Sobre a Chapada Diamantina

Com cerca de 152 mil hectares, esta região é um dos ecossistemas mais ricos do mundo. Guardião de muitas riquezas naturais, este paraíso abriga diversas espécies endêmicas e 80% das nascentes que abastecem a Bahia. Em 1985, foi criado o Parque Nacional da Chapada Diamantina (PNCD) para a conservação de sua biodiversidade e das suas nascentes, especialmente o Rio Paraguaçu. O PNCD é administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação Ambiental (ICMBio), uma autarquia ligada ao Ministério do Meio Ambiente, que trabalha exclusivamente em prol das áreas de preservação.

Uma prévia com algumas páginas internas da 7ª edição do Guia Chapada Diamantina (Foto: Divulgação)
Tire suas duvidas. (Foto: Divulgação)

Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário