Ilhéus: Justiça determina intervenção no Hospital Regional

O pedido de intervenção foi feito por meio de uma ação civil pública do Ministério Público da Bahia (MP-BA)

Informações bahia.ba
(Foto: Ascom/ Sesab)

A Justiça acatou o pedido da Promotoria Estadual de Saúde do Ministério Público da Bahia (MP-BA) que obriga a direção do Hospital Geral Luiz Viana Filho, em Ilhéus,  a garantir o funcionamento contínuo e ininterrupto do atendimento de urgência e emergência.
O pedido foi feito por meio de uma ação civil pública, que foi acatada pelo juiz da 1ª Vara da Fazenda Pública de Ilhéus, Alex Alex Vinicius Campos Miranda, por intermédio de uma liminar.
De acordo com a ação do MP, o hospital deverá disponibilizar com a presença física, 24 horas por dia, de pelo menos dois (02) médicos nas especialidades, clínica médica, pediatria, cirurgia geral e ortopedia, e um (01) médico na especialidade anestesista.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário