WhatsApp notifica usuários sobre uso da criptografia nas conversas

As mensagens passam a ser protegidas pela criptografia de ponta-a-ponta, recurso de segurança que se aplica também às chamadas telefônicas feitas por meio do aplicativo

Informações bahia.ba

Nesta semana, o WhatsApp começou a notificar usuários do aplicativo de que já está utilizando a chamada criptografia de ponta-a-ponta. “As mensagens que você enviar para esta conversa e chamadas agora são protegidas com criptografia de ponta-a-ponta”, dizia a mensagem.
A criptografia das suas mensagens e chamada busca preservar a informação e consiste em blindar cada mensagem escrita com uma chave temporária e única que só pode ser decifrada pelo receptor em seu celular. Ou seja: ao redigir uma mensagem, esta sai do celular já criptografada, viaja até os servidores do aplicativo nessa mesma condição e vai dali para o destinatário, que será o único capaz de ter acesso a ela.
Conforme explica o co-fundador do WhatsApp, Jan Koum, com isso ninguém consegue acessar o conteúdo dessa mensagem: nem os criminosos, nem os hackers, nem os regimes opressores. “Nem sequer nós mesmos”, diz ele, para dar uma ideia da dimensão da medida adotada.
A criptografia não se aplica apenas às mensagens, mas também às chamadas telefônicas feitas pelo aplicativo, que seguem o mesmo princípio de que ninguém, nem sequer os serviços de inteligência, poderá ouvir. Essa mudança não exige nenhuma interferência do usuário, pois ela será efetuada de forma automática pelos servidores do WhatsApp.
Em comunicado, os desenvolvedores do aplicativo informam que as mensagens estão seguras com um cadeado e somente as pessoas que estão conversando possuem a chave especial necessária para destrancá-lo e ler a mensagem. “E para uma proteção ainda maior, cada mensagem que você envia tem um cadeado e uma chave. Tudo isso acontece automaticamente: não é necessário ativar configurações ou estabelecer conversas secretas especiais para garantir a segurança de suas mensagens”, diz comunicado.
No entanto, os desenvolvedores também apontam que é preciso ter a versão mais recente do aplicativo para que a criptografia de ponta-a-ponta seja ativada. Por isso, para poder usufruir do serviço, os usuários terão que atualizar a sua versão.
O aviso deixou alguns usuários em dúvida sobre o que deveria ser feito e o que seria a criptografia. Muitos usuários relataram nas redes sociais suas dúvidas. “Qual é a dessa de criptografia de ponta-a-ponta?”, disse @yasm1njulia, na rede Twitter. Outro usuário disse na mesma rede social: “Esse wpp sempre inventando moda!! Que raio é esse de mensagem criptografia?”.
A criptografia de ponta-a-ponta é um recurso de segurança utilizado pelos administradores do aplicativo. De acordo com comunicado na página oficial do WhatsApp, o sistema visa criptografar (cifrar a mensagem para deixá-la impossível de ser lida quando armazenada) nas duas “pontas” (pessoas que estão conversando) da mensagem.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário