Mulher mata irmã de 16 anos ao manusear arma no interior da Bahia

De acordo com a polícia, a jovem teria encontrado a arma e atirado acidentalmente

Informações bahia.ba
(Foto: Prefeitura de Tancredo Neves)

Uma jovem de 16 anos morreu com um tiro na testa disparado acidentalmente pela irmã, de 20 anos, no município de Presidente Tancredo Neves, a 260 quilômetros de Salvador.
Conforme a Polícia Civil da cidade, o fato ocorreu no sábado (5), durante a mudança que as duas realizavam no distrito de Moenda, localizado a sete quilômetros do município.
De acordo com o delegado Cláudio Gonzalez, a arma era de propriedade do marido da autora do disparo, de prenome Adriana, que fugiu após o ocorrido. Ela anunciou que irá se apresentar na terça-feira (8). A vítima, Jéssica dos Santos, era irmã dela por parte do pai e estava a ajudando na mudança, conforme apontam as investigações. A arma, chamada de garrucha, é de fabricação caseira, que utiliza pólvora, chumbo e espoleta, e é usada geralmente para caça.
“A adolescente de 16 anos mora no centro da cidade e foi chamada pela irmã para ajudar a fazer a mudança, no final de semana. A mulher mora numa casa alugada e queria ir para outra residência. Enquanto estavam arrumando as coisas, encontraram essa arma caseira, que estava carregada, e a mais velha acabou atirando na irmã mais nova”, contou o delegado ao G1.
Segundo ele, a perícia já teria indicado que o tiro foi acidental, mas acrescentou que outras testemunhas serão ouvidas. Ela pode ser indiciada por homicídio culposo, quando não há a intenção de matar. Já o marido dela irá responder por porte ilegal de armas.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário