Bahia atualiza Mapa Turístico e aperfeiçoa gestão

Informações Secom Bahia - Ascom/Secretaria do Turismo do Estado (Setur)
(Foto: Tatiana Azeviche)

A Secretaria de Turismo da Bahia (Setur) iniciou, nesta quarta-feira (24), o programa de atualização do Mapa Turístico, incluindo a categorização das cidades que possuem atrativos para visitantes. Dos 417 municípios baianos, mais de 150 podem ser roteirizadas para atividade turística, seja pela importância de suas praias, cachoeiras ou patrimônio histórico, arquitetônico e cultural.

As oficinas de atualização do mapa começaram por municípios que integram a Baía de Todos-os-Santos e prosseguem até 7 de abril. Assim, irão contemplar todas as zonas turísticas (Costa dos Coqueiros, Caminhos do Sertão, Costa do Dendê, Costa do Cacau, Caminhos do Sudoeste, Chapada Diamantina, Caminhos do Jequiriça, Costa do Descobrimento, Costa das Baleias, Caminhos do Oeste, Vale do São Francisco, Lagos e Cânions do São Francisco).

Na etapa posterior, os dados apurados serão remetidos ao Ministério do Turismo (MTur), a fim de que sejam consolidados no Mapa Turístico Brasileiro. “Este trabalho é importante porque vai orientar as políticas públicas de desenvolvimento”, explicou o secretário de Turismo, Nelson Pelegrino, durante a abertura dos trabalhos, na manhã desta quarta-feira. “Vamos consolidar informações para o aperfeiçoamento da gestão e otimização do uso de recursos públicos”.

Economia do Turismo

A atualização do Mapa Turístico prevê a categorização dos municípios, de acordo com a portaria número 144, do Ministério do Turismo, de 27 de agosto de 2015. Devido à grande quantidade de municípios inseridos nas zonas turísticas, o MTur fixou critérios objetivos que traduzam a economia do turismo.

São quatro as variáveis para a classificação nas categorias A, B ou C: número de ocupação formal no setor de hospedagem; número de estabelecimento formal no setor de hospedagem; estimativa do fluxo turístico doméstico e a estimativa do fluxo internacional.

Olimpíadas

O secretário Nelson Pelegrino destacou o fato de o mapeamento oferecer perspectivas de resultados já em 2016, com a realização das Olimpíadas. A Tocha Olímpica Rio 2016 passará a noite nas chamadas ‘cidades celebração’, desde que façam parte de alguma Região Turística do Mapa do Turismo Brasileiro e que estejam categorizadas, com exceção das capitais estaduais e do Distrito Federal.

Baía de Todos-os-Santos

O calendário das oficinas começou nesta quarta pela Baía de Todos-os-Santos que agrega os municípios de Salvador, Itaparica, Vera Cruz, Salinas da Margarida, São Félix, Cachoeira, Santo Amaro, Muritiba, Candeias, Madre de Deus, São Francisco do Conde, Saubara, Simões Filho, Maragojipe, Jaguaripe, Aratuípe, Nazaré e Muniz Ferreira. No próximo dia 26, os trabalhos prosseguem em Camaçari, abrangendo a Costa dos Coqueiros, e no dia 1º de março, em Feira de Santana, onde estarão representados municípios que integram os Caminhos do Sertão.

Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário