Quinze municípios baianos entram em situação de emergência por conta da seca

Valor que será recebido pelos municípios para o enfrentamento da seca não foi divulgado

Informações Correio24horas
A Secretaria Nacional de Proteção e Defesa Civil, do Ministério da Integração Nacional, reconheceu situação de emergência para mais 15 municípios baianos atingidos pela seca. A portaria foi publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira (12). 

Estão listados Campo Alegre de Lourdes, Canudos, Casa Nova, Cocos, Curaçá, Glória, Juazeiro, Paulo Afonso, Pilão Arcado, Remanso, Rodelas, Sento Sé, Sobradinho, Uauá, Wanderley. Todas as cidades já haviam decretado situação de emergência, mas aguardavam o parecer do governo federal. Agora, o número de municípios baianos em emergência reconhecida pela União sobe de 114, na semana passada, para 129. O valor que será recebido pelos municípios para o enfrentamento da seca não foi divulgado.


(Foto: Divulgação/Defesa Civil da Bahia)

Estiagem na Bahia
Mais de 140 municípios baianos decretaram situação de emergência devido a seca. De acordo com levantamento feito pela Superintendência de Proteção e Defesa Civil da Bahia (Sudec), até o dia 5 de novembro, 147 municípios informaram que sofrem com estiagem da Bahia. Destes, 143 já tinham seus decretos homologados pelo estado e outros 114 já estavam suas situações reconhecidas pelo governo federal na semana passada.
Ou seja: um terço dos 417 municípios baianos pediram ajuda ao estado e ao governo federal por conta da seca. Isso significa que mais de 1,8 milhão de pessoas sofrem com a falta d’água na Bahia neste momento. É o mesmo número de pessoas que foi atingida pela estiagem ao longo de todo o ano de 2014.
A chuva, segundo especialistas, só deve chegar em meados de novembro. Enquanto ela não vem, os gestores públicos tentam socorrer a população com carros-pipa, poços artesianos e maquinário como 29 bombas, 17 motores a diesel, 47 filtros de pressão, 45 magontes de sucção com válvula de pé e 1,54 mil tubos de PVC enviados pelo Governo do Estado, por meio das secretarias de Infraestrutura Hídrica e Saneamento (SIHS) e da Agricultura (Seagri).
Segundo o secretário de Infraestrutura Hídrica e Saneamento, Cássio Peixoto, um total de R$ 529 mil foi disponibilizado para a aquisição de equipamentos, identificação de pontos de captação de água e intervenções emergenciais em pequenos sistemas de abastecimento nas sedes municipais e seus distritos na região do Sobradinho.

O diagnóstico emergencial já foi feito nas cidades de Barra, Bom Jesus da Lapa, Carinhanha, Casa Nova, Curaçá, Juazeiro, Paratinga, Pilão Arcado, Rodelas, Remanso, Sento Sé, Serra do Ramalho, Sítio do Mato, Sobradinho e Xique-Xique.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário