Polícia prende dupla que matou jovem e estuprou outra em Buraquinho

O crime aconteceu no dia 26 abril, na Rua Carlos Conceição, em frente ao Condomínio Versailles, em um terreno abandonado

Informações Correio24horas
A polícia prendeu dois homens suspeitos de matar uma jovem, além de estuprar e agredir outra garota no bairro de Buraquinho, em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador. Um adolescente de 17 anos, conhecido como "Índio", também foi apreendido por envolvimento no crime, que aconteceu no dia 26 de abril. Todos suspeitos foram apresentados na manhã desta sexta-feira (26) pela Polícia Civil.


Jeferson Jesus Carvalho (esq.) e Romário Santana da Silva (dir.), acusados de matar jovem e estuprar e agredir outra em abril de 2015. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)
Jeferson Jesus Carvalho (esq.) e Romário Santana da Silva (dir.), acusados de matar jovem e estuprar e agredir outra em abril de 2015. (Foto: Divulgação/Polícia Civil)


Segundo a polícia, os ataques aconteceram na Rua Carlos Conceição, em frente ao Condomínio Versailles, em um terreno abandonado. Na época, Romário Santana da Silva e Jeferson Jesus Carvalho, conhecido como Leôncio, mataram Ingrid Leal Mendes. A amiga dela foi baleada sete vezes, degolada e estuprada e ainda continua internada no Hospital Geral do Estado.
De acordo com a polícia, Romário Santana da Silva, que estava escondido na casa dos avós, foi preso no dia 26 de maio na localidade conhecida como Água Fria, em Riachão do Jacuípe. Já Jeferson foi preso no dia 8 de junho, no bairro de Portão, em Lauro de Freitas. 
Devido à falta de documentação e ao fato de a sobrevivente ter ficado em coma por mais de duas semanas, as vítimas só foram identificadas cerca de 10 dias depois do crime. Um laudo papiloscópico, que examina a impressão digital, constatou que o corpo era de Ingrid Leal Mendes. De acordo com a polícia, ela namorava à época Romário, um dos acusados de tê-la matado.
Ainda de acordo com as investigações, as duas jovens teriam saído de Feira de Santana no dia 26 de abril para encontrar Romário em Portão. Lá, ele apresentaria um amigo à colega de Ingrid. Quando o amigo se ausentou para ir ao banheiro, Jeferson e o adolescente de 17 anos, chegaram ao local.
O grupo, então, recebeu uma ligação que ordenava a execução das duas garotas. De acordo com a polícia, a ordem teria sido dada pelo traficante Jackson, um dos líderes do tráfico de Portão, que está preso no Complexo Penitenciário de Mata Escura. A decisão teria sido motivada pelo fato de Ingrid ter relação com o tráfico na região de Camaçari.
As duas garotas foram levadas em um carro, pertencente ao pai de Romário, até Buraquinho e atingidas por diversos disparos de armas de fogo, degoladas e estupradas. De acordo com a polícia, elas foram encontradas sem calcinha no local do crime.  O caso é investigado pelo titular da 23ª Delegacia Territorial (DT/Lauro de Freitas), delegado Joelson dos Santos Reis.
* Com informações do repórter Gil Santos
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário