Homem é preso suspeito de estuprar mãe, filha e amiga na mesma ocasião

Vítimas voltavam da igreja, uma delas era virgem; crime foi em Alagoinhas.
Suspeito responde por ter estuprado outras três no ano de 2012, diz polícia.


Informações G1 BA
Homem é suspeito de estuprar três mulheres ao mesmo tempo na cidade de Alagoinhas, na Bahia. (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)
Homem é suspeito de estuprar três mulheres ao mesmo tempo na cidade de Alagoinhas, na Bahia. (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)
Um mototaxista de 32 anos é suspeito de estuprar três mulheres na mesma ocasião no mês de janeiro deste ano em um terreno baldio situado em Alagoinhas, a 124 km de Salvador. Ele foi preso na terça-feira (24), mas é considerado reincidente no crime por outros três casos em 2012. O suspeito foi libertado da delegacia há seis meses.
"Prendemos no ano de 2013 no bairro de Alagoinhas Velha, mesmo local onde ocorreu os casos atuais. Ele ficou preso por cerca de um ano, depois foi liberado e estava respondendo o processo em liberdade", explica Lélia Raimundi, titular da Delegacia Especial de Atenção à Mulher (Deam).
Desta vez, as vítimas do mototaxista foram uma mulher de 39 anos, sua filha de 14, e ainda uma amiga, de 19. Em depoimento, elas contaram que voltavam da igreja quando o suspeito, em uma moto e de capacete, fez a abordagem armado, pedindo ainda as bolsas, e mandou que elas entrassem em um terreno baldio.
"A menina mais nova era virgem. Ela apanhou muito porque não sabia fazer o que ele pedia. Elas contaram que ele mandou que elas ficassem de joelhos para o sexo oral, depois pediu que mudassem de posição para o sexo. Ele agiu de capacete para não ser reconhecido. A mãe da garota pedia que ele não maltratasse a jovem e dizia: 'faça tudo comigo, deixe ela em paz', mas ele não ouviu e ainda apontou a arma para ela. Ao terminar, ele mandou correrem", relata Lélia Raimundi, delegada da Deam.
Após a saída das vítimas, o suspeito subiu na moto e fugiu com os pertences das vítimas. No dia seguinte, elas foram à delegacia registrar a queixa, mas ainda não conseguiam fazer o reconhecimento do suspeito.
Segundo a delegada, a mulher de 39 anos conseguiu ver o rosto do homem, quando, em um momento, ele resolveu levantar o capacete. As outras também conseguiram ver o rosto, mas apenas rapidamente. "Como é mototaxista, ele estava na rua um dia desses e a mãe da menina viu e lembrou. Então, ela veio aqui e as três fizeram o reconhecimento por foto", disse.
Além do mandado de prisão, também foi expedido um mandado de busca e apreensão na residência do criminoso, onde foram encontrados perfumes, capacetes, celulares e roupas íntimas, que a polícia investiga se pertencem às vítimas. O homem já foi encaminhado ao sistema prisional, onde está à disposição da Justiça. Em depoimento, o suspeito nega todos os crimes.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário