Americano é engolido vivo por cobra em documentário; ativistas criticam

Naturalista finalizou documentário sob protestos da fundação PETA e afirma que cobra está 'viva e bem'

Informações Correio24hs
Um naturalista americano finalizou um documentário da Discovery Channel que está deixando muitos ativistas dos direitos do animais raivosos. Mesmo a pedidos contrários, Rosolie deu sequência à proposta e foi engolido vivo por uma sucuri de 7,6 metros, usando um traje especial, e resgatado logo em seguida.
Rosolie estava equipado também com uma reserva de oxigênio, equipamentos de segurança e diversas câmeras. Apesar de dizer que a cobra passa bem, os ativistas afirmam que o réptil passou por maus tratos e pode ter sofrido danos físicos, visto que o naturalista mede o dobro do tamanho de uma presa comum da cobra e, ainda, que ela teria gastado suas energias dedicadas à alimentação.
Naturalista usou traje especial para sair vivo de dentro da cobra. (Foto: Divulgação/Discovery Channel)
Naturalista usou traje especial para sair vivo de dentro da cobra. (Foto: Divulgação/Discovery Channel)

“Que vergonha para este pseudo especialista em vida selvagem atormentar este animal, e vergonha do Discovery Channel de dar-lhe o incentivo para fazê-lo. Anacondas ficam dias sem comer e gastam a energia necessária para fazê-lo seletivamente. Fazer essa cobra usar a energia engolindo este tolo e, possivelmente regurgitá-lo, teria deixado o pobre animal esgotado”, disse Delciana Winder, advogada da fundação PETA.
Rosolie, por sua vez, disse que preza pela saúde da cobra. "Por mim, não estava com medo. Testamos a roupa e eu sabia que estava indo para um lugar seguro. É estranho os ativistas ficarem contra mim, que sempre fui uma pessoa preocupada com os animais. Quis fazer algo chocante para chamar a atenção de todos sobre essa espécie de cobra, mostrar como são e como vivem", disse.
O documentário vai ao ar no Discovery Channel, nos Estados Unidos, neste domingo (7).
 Ativistas afirmam que cobra sofreu com o processo. (Foto: Reprodução/Youtube)
 Ativistas afirmam que cobra sofreu com o processo. (Foto: Reprodução/Youtube)

Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário