Segundo suspeito de estuprar mulher após sequestro em shopping é preso

Ele estava escondido em uma fazenda no interior da Bahia. Adriano está preso na Delegacia de Furtos e Roubos

Informações Correio24hs
Adriano Santana Silva, o segundo homem suspeito de sequestrar uma mulher no estacionamento do Salvador Norte Shopping e estuprá-la, foi preso na madrugada desta quarta-feira (12).
De acordo com a Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos de Veículos (DRFRV), o suspeito estava escondido em uma fazenda na cidade de Ouriçangas, município localizado a 143 quilômetros de Salvador.
Adriano Santana estava foragido; ele foi encontrado em fazenda no interior da Bahia (Foto: Reprodução)
Adriano Santana estava foragido; ele foi encontrado em fazenda no interior da Bahia (Foto: Reprodução)
Adriano foi preso e levado para a carceragem da DRFRV. Ele será apresentado pela polícia por volta das 11h desta quarta-feira. O comparsa dele, José Aparecido da Conceição, 35 anos, foi preso no dia 31 de outubro. Ele estava na fábrica de cerâmicas em que trabalhava, em Dias D'Ávila.
Denúncias anônimas que o reconheceram pelas fotos veiculadas na mídias e pelas redes sociais favoreceram a localização de José. Ele foi reconhecido pela vítima, uma mulher de 35 anos, como o responsável pelo estupro, mas negou o crime.
José Aparecido foi preso no dia 31 de outubro, em Dias D'Ávila
José Aparecido foi preso no dia 31 de outubro, em Dias D'Ávila
Entenda o caso
José disse que foi contactado pelo comparsa, Adriano, para ajudá-lo a cobrar uma dívida da mulher e não sabia que ele pretendia assaltá-la - nas palavras de José Aparecido, ele ficou "surpreso" ao ver Adriano sacar a arma e anunciar o assalto. 
Os dois chegaram ao shopping em um Corsa, roubado em setembro deste ano no bairro de Mata Escura.
Depois do assalto, José Aparecido saiu dirigindo o carro da vítima, um Sandero, e Adriano saiu no Corsa.
Ele disse que os dois trocaram de veículos no complexo de viadutos em frente ao shopping e que ele seguiu com o Corsa e não sabe o que aconteceu depois com Adriano e a vítima. Já a mulher relatou à polícia que José Aparecido a levou até a Estrada do CIA, onde o estupro aconteceu. Ele nega. "Não fui eu que estuprei ela", afirmou na ocasião. 
Com José Aparecido, a polícia encontrou várias roupas compradas pela vítima. Ela frequentava bastante o shopping comprando roupas para revenda. Adriano, que foi preso hoje, já trabalhou na shopping e pode ter conhecido a vítima no local.
A polícia acredita que o crime foi premeditado. Adriano estava foragido desde o dia do crime. Já o parceiro dele, José Aparecido, já tem passagem policial por suspeita de estupro, tendo ficado preso por 2 meses pelo abuso de uma adolescente de 16 anos em 2012, em Dias D'Ávila.
Ele afirma que foi solto por provar que era inocente. Segundo a polícia, na véspera do sequestro no shopping ele assaltou uma churrascaria - já foi reconhecido pelos donos do estabelecimento.
Ele é casado com uma mulher evangélica, que ao vê-lo nas notícias pediu que se entregasse e procurasse um advogado. 
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário