Descubra curiosidades sobre a história de Chaves

Sucesso há quase 30 anos no Brasil, o seriado Chaves é repleto de curiosidades. Você sabia, por exemplo, Roberto Bolaños estudou engenharia? Descubra esta e outras curiosidades do seriado:

• O primeiro episódio foi ao ar em 20 de junho de 1971;
• O criador de Chaves, Roberto Gómez Bolaños, estudou engenharia, mas nunca exerceu a profissão.
• Chaves tem um nome verdadeiro, mas quando vai revelar, alguém sempre o interrompe,
• Os sapatos que Chaves usa foram dados por Chiquinha na primeira vez em que ele foi à vizinhança;
• A mãe de Chiquinha morreu no momento em que deu à luz;

(Foto: Divulgação/SBT)
• Ruben Aguirre (Professor Girafales) garante que o famoso "Tá Tá Tá Tá!" foi inspirado em uma professor de sua infância;
• Dona Clotilde foi a última a alugar um apartamento na vila;
• O personagem Nhonho foi criado pelo próprio Edgar Vivar;
• Apesar de estar sempre desempregado, Seu Madruga já foi vendedor de churros, barbeiro, mecânico, sapateiro, pintor, leiteiro, carpinteiro e desempenhou muitas outras atividades;

• Muitas vezes o carro do Seu Barriga mostrado nos episódios é uma Brasília, ou seja, uma presença do Brasil na série, já que o modelo é de fabricação brasileira;
• Quico se despediu da série em 1978, durante as gravações em Acapulco; a música "Boa noite, vizinhança" foi como um "adeus" de Roberto Bolaños ao amigo;
• A cidade onde o carteiro Jaiminho nasceu, Tangamandápio, existe de verdade, fica no estado de Michoacán, no México;
• Nos episódios em que Chiquinha vai visitar suas tias em Presidente Prudente, boatos dizem que a atriz María Antonieta de las Nives teve que se afastar por estar grávida, no final de 1973;
• Quando Ramón Valdés (Seu Madruga) morreu, Angelines Fernández (Bruxa do 71) ficou horas de pé ao lado do caixão; os dois eram muito amigos;
• O último capítulo gravado foi em 1995;
• O Rei Pelé chegou a ligar uma vez para Roberto Bolaños na tentativa de levar Chaves para o cinema, mas não conseguiu;
• Chaves já foi dublado para mais de 50 idiomas, chegando a ser exibido em países como China, Japão e Marrocos;
• Nas dublagens mais antigas, Chiquinha era chamada de Francisquinha.
Compartilhar Google Plus

Caixa de comentários

0 Comentários:

Postar um comentário